GDF suspende edital para gestão compartilhada do Cine Brasília

Secretaria de Cultura também revogou o chamamento público para a gestão compartilhada da Rádio Cultura FM

atualizado 26/11/2021 0:07

Felipe Menezes/Metrópoles

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (Secec) revogou, nesta quinta-feira (25/11), os editais de chamamento público para a gestão compartilhada do Cine Brasília e da Rádio Cultura FM pelos próximos 14 meses. A medida foi anunciada em edição extra do Diário Oficial do DF (DODF).

A expectativa da pasta era de investir R$ 3,5 milhões com os dois editais, mas informou que “a excepcionalidade para empenho ainda em 2021 não foi aprovada” e, por esse motivo, “não será possível a continuidade dos certames”.

Dodf 094 25-11-2021 Edicao Extra A by Metropoles on Scribd

Caberia à selecionada desenvolver estratégias e ações em consonância com a Coordenação Gestora do Cine Brasília, a ser composta por representantes da Secec, sociedade civil e instituição selecionada. Fica facultada à organização a possibilidade de obtenção de créditos complementares por instrumentos como a Lei Rouanet ou a distrital Lei de Incentivo a Cultura (LIC).

0

O edital também determinava que a programação do cinema deveria contemplar eventos complementares, como lançamento de livros de temáticas voltadas ao audiovisual, exposições de fotografias e de cartazes, lançamentos e exibições de mostras temáticas produzidas em parcerias com embaixadas.

Uma das novidades seria a cobrança de ingressos por meio de bilheteria eletrônica (com uso de cartão de débito ou crédito) e vendas online, além da tradicional aquisição de entradas em espécie no local.

Mais lidas
Últimas notícias