*
 

Em nota publicada na noite desta quinta-feira (9/11), o GDF informou que foi determinado à direção da CEB Distribuição a adoção de medidas legais na Justiça para questionar a greve dos funcionários.
A medida se soma ao corte de ponto dos servidores que cruzarem os braços, conforme o Metrópoles antecipou.

Segundo o GDF, “é inadmissível que num momento em que boa parte da cidade sofre sérios danos com as sucessivas enxurradas, funcionários da empresa entrem em greve e deixem de atender plenamente a milhares de pedidos de reparos”.

O Executivo ressaltou que vai garantir acesso ao local de trabalho para os servidores da CEB que não aderirem ao movimento.

Atendimento
Após as fortes chuvas que atingiram o Distrito Federal na noite da última terça-feira (7), moradores de todas as regiões da capital registraram apagões em residências e comércios. Segundo a CEB, até as 19h de quinta (9), havia 2,8 mil pedidos de atendimento pendentes.

 

 

COMENTE

GreveenergiaCEBapagãosem luz
comunicar erro à redação