GDF destina R$ 2,7 milhões para hotel que recebe idosos na pandemia

Valor foi publicado no Diário Oficial desta quinta (30/04). Serviço é para pessoas com 60 anos ou mais, sem condições de manter quarentena

atualizado 30/04/2020 14:10

Material cedido ao Metrópoles

O Governo do Distrito Federal publicou o extrato do contrato do hotel que está recebendo pessoas com idade igual ou acima dos 60 anos que não têm condições ideais de manter o isolamento social durante a pandemia do novo coronavírus. O local recebe até 300 hóspedes, com possibilidade de rodízio, durante três meses.

O valor do contrato é de R$ 2,7 milhões, de acordo com texto publicado no Diário Oficial do DF desta quinta-feira (30/04). Os serviços firmados com Manhattan Hotéis e Turismo LTDA, que pertence ao grupo do empresário Paulo Octávio, são referentes ao período de 22 de abril a 22 de julho de 2020.

Confira a publicação:

Contratação de hotel para idosos durante a epidemia do coronavírus
Contratação de hotel para idosos durante a epidemia do coronavírus

O valor inclui quatro refeições (café da manhã, almoço, lanche e jantar), “em quartos preferencialmente duplos”. O texto diz que o dinheiro vem do Orçamento do Distrito Federal para o corrente exercício, de acordo com Lei Orçamentária Anual.

A recepção dos idosos de baixa renda começou na quarta-feira da semana passada (22/04). Cerca de 100 pessoas sem condições necessárias para fazer o isolamento social, medida essencial para evitar o contágio do novo coronavírus, estão no Brasília Palace.

A equipe da Secretária de Estado de Justiça e Cidadania (Sejus) cuida do processo de triagem e acomodação.

Segundo levantamento da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan), a pedido da pasta, há cerca de 14 mil idosos em condições inadequadas de moradia na cidade.

Últimas notícias