GDF cria grupo executivo para viabilizar plano de saúde dos servidores

O ato consta em publicação do Diário Oficial do DF (DODF) desta quarta-feira (4/8)

atualizado 05/08/2020 21:15

Rafaela Felicciano/Metrópoles

O governador Ibaneis Rocha (MDB) criou, nesta quarta-feira (4/8), um grupo executivo para viabilizar a implantação do plano de saúde dos servidores do Governo do Distrito Federal (GDF).

O ato consta em publicação do Diário Oficial do DF (DODF). O texto afirma que o grupo será formado pelo secretário de Economia, André Clemente; Ney Ferraz Júnior, chefe do Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores (Inas); e o presidente do Banco de Brasília (BRB), Paulo Henrique Rodrigues.

Clemente será o coordenador do grupo executivo. Nas ausências do secretário de Economia, quem assumirá a coordenação é Ney Ferraz Júnior.

O decreto prevê que os integrantes convidem representantes de organismos governamentais e de outros órgãos públicos com a finalidade de realizar consultas ou fornecer assessoramento em atividades específicas.

0
Taxa e coparticipação

Em março, o Metrópoles mostrou com exclusividade como funcionará o plano de saúde dos servidores do Executivo local.

O benefício terá como base a cobrança de uma taxa, além da coparticipação dos usuários, nos moldes do plano em vigor na Câmara dos Deputados e Câmara Legislativa do DF. Boa parte do atendimento será bancada pelo Executivo, mas o titular pagará um percentual sobre consultas, exames e procedimentos, que virá debitado nos contracheques.

Esse índice ainda será definido, mas as discussões, à época, apontava para 20% – abaixo dos 25% cobrados nos Legislativos federal e distrital.

Últimas notícias