GDF atrasa pagamento de maio a famílias que recebem auxílio-creche

O benefício, de R$ 150 por mês, é pago proporcionalmente ao tempo pelo qual durar a suspensão do funcionamento das unidades escolares

atualizado 20/05/2020 15:39

Hugo Barreto/Metrópoles/Foto ilustrativa

Mães beneficiárias do auxílio- creche estão reclamando da falta de pagamento do benefício, neste mês de maio, por parte da Secretária de Educação do Distrito Federal.

O benefício, de R$ 150 por mês, é pago proporcionalmente ao tempo pelo qual durar a suspensão do funcionamento das unidades escolares no DF, em decorrência à pandemia do novo coronavírus.

Ao anunciar o pagamento do auxílio enquanto as aulas estiverem suspensas, o governo local estimou que o benefício atenderia, aproximadamente, 22 mil famílias de crianças com idades entre 0 e 5 anos, matriculadas em creches públicas do DF e instituições conveniadas.

Uma das beneficiárias que reclama da falta de pagamento é Miriam Carvalho, 25 anos. Desempregada, ela depende da ajuda para custear a alimentação de seus dois filhos.

“O auxílio é importante, principalmente para mim, que estou desempregada, porque uso para comprar alimentos. Com dois filhos, (o benefício) se torna algo importante. Estou em um grupo de mães e várias outras reclamaram de não ter recebido também”, conta a desempregada.

No mês passado, Miriam recebeu o valor no dia 16. Desde então, mais nenhum pagamento foi feito.

0

 

 

Outro lado

A Secretária de Educação informou que as famílias beneficiadas com o Bolsa Alimentação Creche (BAC) vão receber os pagamentos referentes ao mês de maio nesta quarta feira (20/05). Este novo crédito será de R$ 125, valor referente ao período de 6/5 a 31/5.

A pasta explica que o valor médio do benefício de R$ 150, considerando o percentual referente ao gasto com alimentação no valor total de R$ 803,57 pago às conveniadas pelo atendimento de cada criança.

Esses R$ 150 vêm da redução dos contratos com as creches conveniadas enquanto durar a suspensão dos atendimentos.

A Secretária ainda esclareceu que não há um calendário prévio para pagamentos do benefício.

Últimas notícias