Reajuste de militares será finalizado na segunda, diz Ibaneis

De acordo com o governador, associações e comandantes das forças serão convocados para que a proposta seja feita em conjunto

Igo Estrela/MetrópolesIgo Estrela/Metrópoles

atualizado 10/11/2019 7:10

O governador Ibaneis Rocha (MDB) disse que os estudos sobre o reajuste dos militares do DF foram concluídos e apresentados a ele na sexta-feira (08/11/2019) pelos secretários de Economia, André Clemente, e de Segurança, Anderson Torres. Os planos do GDF é finalizar a a proposta e encaminhá-la na segunda-feira (11/11/2019) ao governo federal.

“Estaremos convocando as associações e comandantes das forças para que façamos a proposta conjunta para enviar ao presidente Jair Messias Bolsonaro”, destacou Ibaneis, durante agenda pública no Itapoã no sábado (09/11/2019).

A intenção da Secretaria de Segurança é que o texto seja enviado no formato de minuta de Medida Provisória, para receber aval da Presidência da República. Entre os tópicos a serem discutidos, estão a proporção do aumento e a forma como ocorrerá o pagamento do auxílio-moradia dos militares.

No primeiro dia de novembro, o presidente Jair Bolsonaro voltou a falar do aumento salarial para integrantes da segurança pública do Distrito Federal. A bombeiros fardados que acompanhavam a agenda do chefe do Executivo, em Ceilândia, Bolsonaro disse: “Se for para todo mundo… Só para eles, não”.

Segundo o responsável pelo vídeo, o sargento do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) Erivan Cardoso, 47 anos, o 01 do Palácio do Planalto se referia ao reajuste. “Alguém lá atrás falou: ‘Presidente, e o aumento é para todos?’ E ele respondeu aquilo lá, mas no vídeo não aparece a pergunta”, afirmou à reportagem.

Dengue Zero 2020
Nesse sábado, o governador começou o dia no Itapoã, onde inaugurou o primeiro ponto de Wi Fi Social na cidade. Depois, seguiu para Planaltina, onde anunciou medidas para o combate à dengue no Distrito Federal.

“O cuidado, este ano, será redobrado com a dengue”, destacou o governador. “Nós estamos preparados para atender a população do DF, pois adquirimos todos os produtos e insumos para combater o mosquito”, acrescentou. A ação contará com 200 agentes de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde (SES), 60 veículos e o suporte de 400 soldados do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF).

O GDF informou que, durante os primeiros nove meses do ano, a Secretaria de Saúde inspecionou 834.449 imóveis no Distrito Federal – quase 92 mil a mais que no mesmo período do ano passado. O uso de Ultra Baixo Volume (UBV), conhecido popularmente como fumacê, também se intensificou neste ano: foram 989.526 aplicações do insumo, contra 62.855 em 2018; e 39.528 aplicações de UBV costal, contra 19.625 no ano passado. Além disso, foram instaladas 1.354 armadilhas para o mosquito. O governo também investiu na capacitação de mais de 280 servidores da Vigilância Ambiental.

 

Últimas notícias