Espanhol se torna obrigatório no ensino médio da rede pública do DF

Língua espanhola passará, ainda, a ser disciplina opcional para a turmas da Educação Básica nas escolas públicas do Distrito Federal

atualizado 06/12/2021 12:02

Sala de aulaHUGO BARRETO/METRÓPOLES

O Espanhol entrou na lista de disciplinas obrigatórias nas escolas públicas do Distrito Federal. Nesta segunda-feira (6/12), a Emenda à Lei Orgânica Nº 126 foi publicada no Diário Oficial do DF (DODF). O texto inclui a língua espanhola na grade do ensino médio.

A proposta é de autoria do deputado distrital Reginaldo Veras (PDT). Segundo a publicação, o Espanhol também passa a ser disciplina opcional em todas as etapas da educação básica. Por se tratar de emenda à Lei Orgânica, o texto foi publicado sem necessidade de sanção do Governo do Distrito Federal (GDF).

Na reforma do ensino médio, o Espanhol virou matéria optativa. Mas, de acordo com Veras, o Brasil está cercado por países com língua espanhola e o aprendizado do idioma se torna essencial para a evolução acadêmica e profissional dos estudantes. “Considerando estarmos dentro do Mercosul, não tem sentido essa disciplina não ser obrigatória”, argumentou.

Além disso, segundo Veras, o idioma é uma das opções para os candidatos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Ou seja, a medida garante o direito de escolha para os alunos nas provas. “Os professores já estão lá. Não haverá custos extras para o DF”, explicou o parlamentar.

Outro lado

O Metrópoles entrou em contato com a Secretaria de Educação para comentar sobre a decisão. Segundo a pasta, o Espanhol já faz parte da grade curricular do Ensino Médio do DF. Com o Novo Ensino Médio haverá uma adequação na carga horária na rede pública.

Mais lidas
Últimas notícias