*
 

Mãe e padrasto foram presos, nesta segunda-feira (5/3), em Santo Antônio do Descoberto, no Entorno do DF, suspeitos de espancar e matar Enzo, 2 anos e 8 meses. O menino chegou a ser levado a um hospital municipal, de madrugada, mas já sem vida.

A própria equipe que atendeu o garoto chamou a polícia. De acordo com os médicos, a criança apresentava várias lesões na cabeça. Segundo contou Luana Alves de Oliveira, 21 anos, à PM, Wesley Messias de Souza, 23, agredia o menino com frequência. Na noite de domingo (4), ela verificou que o garoto estava em cima da cama, gelado. Mas a polícia investiga a possível participação da mulher no crime.

Enzo foi acompanhado pelo Conselho Tutelar de fevereiro a outubro do ano passado. Integrantes do órgão chegaram até o garoto depois de receberem denúncia de que o menino sofria maus-tratos por parte do pai, que inclusive queimava a criança com pontas de cigarro.

Após separar e ficar com a guarda de Enzo, a mãe trocou de companheiro, mudou de endereço e não  informou o local da nova residência ao Conselho Tutelar.