Bombeiros reforçam buscas por brasiliense desaparecido na Chapada

Três viaturas e uma equipe especializada em salvamento se deslocaram ao Vale da Lua, em Alto Paraíso de Goiás, para auxiliar o CBMGO

CBMDF/DivulgaçãoCBMDF/Divulgação

atualizado 21/12/2019 21:29

Vinte e um dias após o desaparecimento do turista brasiliense Jacob Vilar Santana, 31 anos, na Chapada dos Veadeiros, equipes do Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) intensificaram as buscas. Na manhã deste sábado (21/12/2019), foram deslocadas três viaturas e uma equipe especializada em busca e salvamento para apoiar as atividades lideradas pelos bombeiros de Goiás (CBMGO).

Chefiada pelo Major Golçalves, a equipe da capital que atua no resgate é formada por oito mergulhadores, além de dois cães acompanhados por outros dois especialistas em guiá-los.

Jacob mora em São Paulo e passeava com a namorada na cachoeira do Vale da Lua, em Alto Paraíso de Goiás, quando foi levado pela tromba d’água, em 1 de dezembro. Por causa das chuvas, as equipes do Corpo de Bombeiros de Goiás (CBMGO) tiveram que interromper as buscas diversas vezes. Quando há condições climáticas, reforçam os trabalhos.

Os bombeiros do Goiás têm usado drones para auxiliar nas buscas e investido em mergulhos nas proximidades e no leito de pedra. Os socorristas vasculharam mais de 25 quilômetros de rio desde o desaparecimento. Até o momento, foram encontrados o colete e uma bermuda dele.

Últimas notícias