Avião cai no Entorno. Vítimas são trazidas para o DF em estado grave

O acidente aéreo ocorreu na tarde desta quarta-feira (1º/8) perto de Planaltina de Goiás, a cerca de 120km do Distrito Federal

Corpo de Bombeiros de Goiás/DivulgaçãoCorpo de Bombeiros de Goiás/Divulgação

atualizado 02/08/2018 9:52

Um avião de pequeno porte caiu no Entorno do Distrito Federal por volta das 14h30 desta quarta-feira (1º/8). Quatro homens ficaram feridos, três em estado grave. Eles foram transportados em helicópteros para o Instituto Hospital de Base (IHB).

A Polícia Militar do DF informou que a aeronave caiu no KM 51 da BR-010, na fazenda Sagrada Família, perto de São Gabriel e Planaltina de Goiás. De acordo com o comandante da Companhia Independente do Corpo de Bombeiros Militar de Planaltina de Goiás, capitão Pedro Ferreira Neri, todas as vítimas eram ocupantes da aeronave.

Logo após a tragédia, correu a informação de que uma pessoa teria morrido. O capitão Pedro Neri, porém, não confirmou o óbito. “Não há nenhuma morte confirmada. Os médicos estão estabilizando os mais graves e vamos transportá-los em helicópteros”, garantiu o comandante dos bombeiros de Planaltina de Goiás ao Metrópoles. O sinal de celular no local da queda do avião é ruim, por isso a comunicação com os socorristas foi difícil durante toda a tarde.

 

 

Para a ocorrência, foram deslocados três helicópteros, duas unidades móveis de resgate e um caminhão. Além dos bombeiros, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) também encaminhou uma aeronave para a região. Das quatro vítimas, uma foi transportada por via terrestre para um hospital do Entorno.

Resgate
Por volta das 17h, o Resgate Aéreo 3 do Corpo de Bombeiros deixou o local do acidente, levando uma das vítimas em estado grave. O homem estava entubado e inconsciente. O trajeto até o IHB durou 25 minutos. Às 17h25, o helicóptero chegou à maior unidade de saúde do DF, onde parentes e amigos aguardam, apreensivos, notícias dos feridos.

Segundo eles contaram, o monomotor envolvido na tragédia, prefixo PT-RKA, vinha de Tocantins para Formosa, no Entorno do Distrito Federal. Todos os ocupantes seriam funcionários da empresa Produtiva Sementes. Oscar Strauch, dono da companhia, teria fretado o avião para que os trabalhadores visitassem sua fazenda em Formosa.

As vítimas transportadas para o IHB são: Luciano Fagner de Oliveira Bittar (piloto), 37 anos; Evandro José Biesek, 36; e Jarles Barbosa Cardoso, 32. Carlos Eduardo Gomes disse que quando deu entrada na unidade de saúde, Jarles, seu cunhado, aparentava estar bem. “Estava um pouco confuso, mas não quebrou nada. Só está bem machucado”, completou.

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o monomotor é registrado na categoria de serviços aéreos privados. O modelo EMB-711ST, fabricado em 1981, está apto a voar, pois possui Certificado de Aeronavegabilidade (CA) e Inspeção Anual de Manutenção (IAM) em dia – documento, porém, que venceria no próximo dia 8.

Arte/Metrópoles
A aeronave saiu de Tocantins com destino a Formosa (GO), mas caiu em São Gabriel, no Entorno do Distrito Federal. Não foi divulgada ainda a cidade de onde o avião decolou

 

Investigação
A Força Aérea Brasileira (FAB) informou, por meio de nota, que profissionais do Sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa VI), do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), vão iniciar, na quinta-feira (2/8), a investigação do acidente envolvendo o avião de matrícula PT-RKA.

Na primeira etapa, chamada de ação inicial, são coletados dados. Segundo a FAB, nessa fase os investigadores fotografam cenas, retiram partes da aeronave para análise, reúnem documentos e ouvem relatos de pessoas que possam ter observado a queda.

De acordo com a FAB, a apuração tem objetivo de prevenir novos acidentes com as mesmas características.

 

Últimas notícias