Entenda a tabela da Covid-19 feita pela Secretaria de Saúde do DF

Desde 5 de março, o Distrito Federal teve 1.317 infectados pelo novo coronavírus. Do total, mais da metade se recuperou – são 705 pacientes

atualizado 28/04/2020 11:45

Os boletins divulgados pela Secretaria de Saúde com o número de infectados pelo novo coronavírus no Distrito Federal vêm divididos entre casos confirmados da doença, pacientes recuperados e número de óbitos. Esses três fatores servem como parâmetros para pesquisas, acompanhamento da curva de crescimento e comportamento da doença no DF. Além de ajudar a definir medidas a serem adotadas para conter a infecção.

Como alguns leitores do Metrópoles ficaram em dúvida na interpretação desses números, o portal decidiu explicá-los de forma mais detalhada. O último balanço da secretaria, divulgado às 17h51 dessa segunda-feira (27/04), aponta que a quantidade de pessoas contaminadas chegou a 1.317. Informa ainda que 705 pacientes se recuperaram.

Mas o que isso significa? O número de recuperados se soma ao de infectados para contabilizar quantas pessoas já tiveram a doença até o momento? A resposta é não. Desde o dia 5 de março, 1.317 pessoas testaram positivo para a Covid-19. Desse total, 705 (mais da metade) já se recuperaram, segundo explica a Secretaria de Saúde.

“Os casos recuperados são aqueles com mais de 14 dias de sintomas que não estão hospitalizados e não evoluíram ao óbito”, esclarece o subsecretário de Vigilância à Saúde, Eduardo Hage.

Ou seja, até a noite de segunda, 1.317 pessoas se contaminaram, das quais 705 se recuperaram e 28 morreram. Restavam 584 com a doença ativa – ou seja, ainda não recuperadas.

Veja os números:

Dados coronavírus no DF em 27 de abril

Titular da Subsecretaria de Vigilância à Saúde, Eduardo Hage pontua que a doença ainda não chegou ao pico e que os números correspondem apenas às pessoas que fizeram testes. “Os números são muito maiores. Muitos dos infectados estão assintomáticos e não fazem o teste para a doença, mas são transmissores”, ressaltou o subsecretário.

Segundo Hage, o pico da doença, que estava previsto para essa segunda-feira (27/04), foi adiado. “Com o isolamento, houve um achatamento dos casos, o que gerou número mais ameno. Contudo, o pico ainda virá, não temos nova previsão”, ressaltou.

A 28ª morte

O Distrito Federal registrou a 28ª morte em decorrência do novo coronavírus. A informação consta em balanço divulgado pela Secretaria de Saúde na tarde dessa segunda-feira (27/04).

A vítima é uma mulher de 67 anos, moradora do Guará, que foi internada no Hospital de Base no sábado (25/04). Ela tinha comorbidades (diabetes, hipertensão arterial sistêmica e neoplasia) e morreu no domingo (26/04). O óbito, no entanto, só foi divulgado nessa segunda.

Mais lidas
Últimas notícias