Em vídeo, servidores do DF rebatem Guedes: “Parasita é você”

Manifestação coletiva ocorreu na tarde desta terça-feira (11/02), quando Sindicato da Saúde realizou assembleia contra corte de benefícios

Reprodução / Internet

atualizado 11/02/2020 18:20

Os servidores da rede pública de Saúde do Distrito Federal reagiram, nesta terça-feira (11/02/2020), à declaração do ministro da Economia, Paulo Guedes, que classificou os funcionários públicos do Brasil como “parasitas“.

Durante assembleia da categoria, realizada no auditório da secretaria da pasta, em Brasília, os mais de 150 servidores presentes decidiram, em coro, responder ao ataque do titular dos cofres da União. “Ministro Paulo Guedes, parasita é você”, entoaram.

O grupo é liderado por Marli Rodrigues, presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimento de Saúde (SindSaúde-DF), que puxou o grito.

Veja o vídeo: 


Repercussão

A resposta é mais um capítulo da repercussão após o ministro da Economia ter comparado os funcionários públicos a “parasitas” como forma de defender a reforma administrativa pleiteada pelo governo federal.

“O hospedeiro está morrendo, o cara virou um parasita, o dinheiro não chega no povo e ele quer aumento automático”, declarou Guedes.

O ministro criticou o reajuste anual dos salários dos servidores que, segundo ele, já têm como privilégio a estabilidade no emprego e “aposentadoria generosa”.

Mesmo após reconhecer o deslize e ter dito que “se expressou mal“, o Fórum Nacional Permanente das Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) ingressou nesta terça-feira com uma representação junto à Comissão de Ética Pública da Presidência da República cobrando um posicionamento duro contra Guedes.

“Guedes, mediante discurso ultrajante a todas as categorias do serviço público brasileiro, ignorou que ele próprio tem o dever de servir ao Estado brasileiro, como todos os demais servidores públicos, em todos os níveis da Federação. Nossa denúncia à Comissão de Ética busca restaurar a verdade e responsabilizar o autor desse insulto”, destaca o presidente do Fonacate, Rudinei Marques.

Últimas notícias