*
 

Em apenas dois dias, caminhões-tanques fizeram pelo menos 600 viagens para levar nove milhões de litros de combustível aos postos do Distrito Federal. A quantidade, entretanto, ainda não foi suficiente para acabar com as filas em diversos pontos da cidade. A previsão é que o abastecimento, principalmente de gasolina, se normalize neste sábado (2/6).

A crise foi decorrência da greve dos caminhoneiros, que parou o país por 10 dias. A situação foi agravada pela falta de álcool anidro, produto misturado à gasolina. Na noite de quarta-feira (30/5), apenas 1% dos 322 postos tinha gasolina. Os brasilienses chegaram a dormir em filas à espera de combustível.

 

No Plano Piloto, já é possível abastecer sem filas em muitos estabelecimentos. Nas demais regiões administrativas, motoristas ainda enfrentam espera entre 40 minutos e uma hora. A expectativa é de que a distribuição de combustível comece a se normalizar hoje. O DF tem 322 postos em atividade.

Quem tiver tempo, pode até mesmo pesquisar. Os preços da gasolina variam entre R$ 4,67 e R$ 4,99, segundo apurou o Metrópoles.

O Procon está com equipes nas ruas para multar os estabelecimentos que insistirem em cobrar acima de R$ 5 (gasolina comum). Até agora, quatro postos foram autuados pela prática de preço abusivo.

Confira os postos que receberam combustível nesta sexta (1º):

 

Confira a lista atualizada dos postos que receberam combustível na quinta-feira (31):

 

 

 

 

COMENTE

gasolinacaminhoneirospostoscrise dos combustíveis
comunicar erro à redação

Leia mais: Distrito