metropoles.com

Saúde, obras e reajuste: veja as principais metas de Ibaneis para 2023

Em entrevista ao Metrópoles, Ibaneis disse prever, para o próximo mandato, reajuste de 18% para todas as categorias de servidores

atualizado

Compartilhar notícia

Rafaela Felicciano/Metrópoles
ibaneis-rocha-pgdf
1 de 1 ibaneis-rocha-pgdf - Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

Obras, criação de novas Regiões Administrativas (RAs), reajustes a todas as categorias de servidores e construção de novas de unidades de saúde são algumas das promessas que o governador reeleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), fez ao longo da campanha eleitoral de 2022. O Metrópoles reuniu as principais propostas que o emedebista anunciou para o mandato que se iniciará em 2023.

Ibaneis também propôs a ampliação das escolas cívico-militares na capital federal, expansão do sistema do Metrô-DF, construção de novas habitações e ampliação do modelo de regularização fundiária. O chefe do Palácio do Buriti foi reeleito no primeiro turno, no domingo (2/10), com 50,30% dos votos válidos, totalizando 832.633 sufrágios. Feito que somente o ex-governador Joaquim Roriz havia conseguido antes na história.

Veja principais propostas:

0

Logo após a vitória nas urnas, Ibaneis anunciou o “desafio” que a saúde representa para a próxima gestão, que irá até dezembro de 2026. Na ocasião, o chefe do Executivo local reforçou que, atualmente, há um cenário “muito melhor” na capital federal, em comparação às cenas vivenciadas durante a pandemia de Covid-19.

Durante a campanha, iniciada em 16 de agosto, Ibaneis disse que pretende construir três novos hospitais públicos no DF, concluir a obra do Hospital do Câncer Jofran Frejat e contratar quatro mil profissionais para a Saúde. O investimento para a criação das unidades de São Sebastião, Recanto das Emas e Guará é estimado em R$ 500 milhões. “Desses novos hospitais, um será construído pelo Iges-DF e dois pela rede pública”, afirmou.

Também para a próxima gestão, Ibaneis informou que tem planos para reformar o Hospital Regional do Gama (HRG) e ampliar os centros de saúde de Planaltina e de Brazlândia. A unidade da região norte será ampliada com novo bloco, que vai contar com leitos de UTI, de enfermaria clínica e de pediatria, além de serviço de diálise. O investimento previsto gira em torno dos R$ 18,3 milhões. A unidade terá 30 leitos de enfermaria adulto (12 femininos e 18 masculinos), 13 leitos de internação pediátrica, 9 leitos de UTI e 9 cadeiras para diálise (sendo 2 para diálise peritoneal).

Em seu plano de governo, Ibaneis propôs a construção de 18 novas unidades básicas de saúde (UBSs) distribuídas em diversas RAs. Também prometeu ampliar a rede de atendimento à população e aumentar gradativamente o número de agentes comunitários de saúde.

O governador anunciou que vai incluir os policiais militares no plano de saúde do governo local, o GDF Saúde, durante a próxima gestão.

Reajustes

Em entrevista ao Metrópoles, na última terça-feira (4/10), o governador disse que prevê, para o próximo mandato, reajuste de 18% para todas as categorias de servidores. De imediato, o aumento seria pago aos trabalhadores da área de Segurança Pública e, para os demais, ele seria distribuído em quatro parcelas anuais.

“Pretendo trabalhar na faixa de 18% [de reajuste] para todas as categorias, que é o que foi colocado no âmbito federal. No caso da segurança, como existe o orçamento previsto no Fundo Constitucional, seria em uma só parcela. Dos demais servidores, vamos parcelar pelos quatro anos do mandato, de modo que todo ano tenha um acréscimo no salário dos servidores”, conta.

O emedebista defendeu, também, que a gestão do Fundo Constitucional ─ fonte para pagamento dos recursos ─ seja transferida ao governo do DF. “Vou trabalhar para que a gente tenha a aprovação [do reajuste] esse ano ainda. No caso da Polícia Civil, não abarcaria a paridade, mas temos mais quatro anos para melhorar a questão da remuneração das forças de segurança”, afirmou.

Infraestrutura e moradia

No tema de infraestrutura, Ibaneis pretende construir uma rede de drenagem pluvial complementar ao sistema que já existe. O projeto Drenar-DF já está em licitação. Do mesmo modo que implementou a revitalização da W3, o emedebista quer levar as ações para a W3 Norte. As reformas vão de reparos a calçadas a troca de pavimentação em toda a via. Na parte sul, foram investidos R$ 50 milhões.

Ele havia anunciado que o DF terá pelo menos R$ 9 milhões ─ podendo chegar a R$ 15 milhões ─ para investir em infraestrutura. O valor corresponde aos recursos próprios e aos obtidos em financiamentos junto ao governo federal e a organismos internacionais.

Até 2027, o governador reeleito pretende entregar 80 mil novas moradias. No cronograma de obras, há unidades no Recanto das Emas, Samambaia, Ceilândia, São Sebastião, Riacho Fundo, Riacho Fundo II, Planaltina, Sobradinho, Guará, Santa Maria e Brazlândia.

Ibaneis também planeja reformar feiras em diversas regiões do DF. Os projetos anunciados são para o Taguacenter, Feira dos Importados de Taguatinga, do Guará, do Riacho Fundo, da Estrutural, de Hortifrutigranjeiros, em Planaltina, bem como da Feira Permanente. Para a última, o chefe do Executivo local anunciou que a proposta foi concluída pela Novacap e aguarda, somente, a liberação de recursos.

Em uma das agendas de campanha, afirmou que pretende construir cinco novos restaurantes comunitários. Dois deles estão em andamento, um no Sol Nascente e outro em Arniqueira. A futura RA do Arapoanga também receberá um e Varjão, outro. A última unidade ainda está em processo de licitação.

No Itapoã, anunciou, ainda, a construção de cinco quadras remanescentes (números: 318, 366, 202, 203, 376), bem como obras de asfalto, drenagem, construção de meios-fios e calçadas para a Avenida Brasil. O investimento é de cerca de R$ 29 milhões. Em Brazlândia, prometeu a implementação de captação de água do Córrego Olaria.

Educação

Para a educação, o governador prometeu que, até o final de 2026, sejam criados 40 colégios de gestão compartilhada no DF. Ibaneis também quer aportar recursos a fim de garantir a implementação do Educa DF Digital, modelo que visa práticas mais modernas e conectadas com a tecnologia dentro de sala de aula.

0

Para o segundo mandato, também pretende construir mais 20 escolas em diversas regiões do DF. Anunciou, ainda, a reforma de unidades e construção de mais creches na capital federal.

Mobilidade

Uma das principais pautas de mobilidade anunciada por Ibaneis é a expansão do BRT. Na parte Norte, a ampliação irá ligar a a região Norte com o Plano Piloto. A obra está orçada em R$ 1,2 bilhão e a estimativa é de que seja feita em etapas. Também estão previstas a conclusão do BRT Oeste e as etapas do BRT Sul.

Outro anúncio foi a ampliação do metrô na região de Samambaia e a construção de estações na Ceilândia e Asa Norte. “[A construção de novos terminais] É caro, só se consegue com financiamento externo”, explicou Ibaneis em entrevista. Sobre ao VLT, o emedebista informou que ainda não conseguiu a aprovação do Iphan, mas que pretende trazer, após 2023, a implementação do meio de transporte, que ligará o Aeroporto de Brasília ao Noroeste.

Em entrevista a rádio Band News FM, o governador reeleito disse que quer implantar a nova Saída Norte com a construção de duas novas pontes. As obras ligariam o Plano Piloto a Sobradinho e Planaltina, passando pela Península Norte e seriam erguidas em parceria público-privada.

Também prometeu a construção de rodoviárias nas regiões do Varjão e Arapoanga. No Gama, a previsão é de que seja feito um viaduto, bem como a reforma do terminal de ônibus local. A melhoria para desafogar o trânsito também é prevista para a região de Sobradinho.

Está prevista também a duplicação de rodovias, pavimentação e reforma de vias, como a Avenida Hélio Prates.

Implementado na última quarta-feira (28/9) no metrô, o pagamento das tarifas por cartão de crédito também é uma das melhorias que o governador Ibaneis pretende trazer para a próxima gestão. A informação foi anunciada durante entrevista ao Metrópoles.

Criação de novas RAs e regularização fundiária

Durante entrevista, o governador reeleito informou que pretende, ainda este ano, enviar o projeto de lei, ainda este ano, para a Câmara Legislativa do DF (CLDF), de criação de duas novas Regiões Administrativas (RAs). Estão na fila, a RA de Arapoanga e de Água Quente.

Em agenda de campanha, Ibaneis prometeu trabalhar para regularizar o Assentamento 26 de Setembro. A área possui cerca de 40 mil habitantes e foi alvo de muita polêmica, por conta de derrubada de habitações no passado.

Nós seguimos a decisão judicial, que não deixou que novas moradias fossem instaladas. E agora temos que fazer todo o projeto de urbanização, com o cuidado necessário por conta das questões ambientais”, explicou.

Na mesma linha, o emedebista também pretende regularizar a Vila dos Carroceiros, em Santa Maria.

Outras promessas

No turismo, Ibaneis pretende tornar o Autódromo de Brasília em um polo de eventos na capital federal. A mesma proposta também é avaliada para ocorrer com o Pavilhão do Parque da Cidade. Na área cultural, o grande assunto que ronda esse tema é a reforma do Teatro Nacional, obra que está com a licitação em andamento.

Em encontro com o Cardeal Dom Paulo Cezar, Ibaneis prometeu regularizar todas as igrejas católicas da capital federal. Outra promessa é a abertura de cinco novas unidades da Casa da Mulher Brasileira e a expansão dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), com a contratação de mais servidores e a implementação de um projeto-piloto para realização de cadastros nas agências do Banco Regional de Brasília (BRB).

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comDistrito Federal

Você quer ficar por dentro das notícias do Distrito Federal e receber notificações em tempo real?

Notificações