Creches do DF manterão funcionamento normal nos próximos 15 dias

Decreto sobre coronavírus não afeta essas instituições. Objetivo do GDF é manter o acolhimento das crianças para que pais possam trabalhar

atualizado 14/03/2020 19:56

As creches do Distrito Federal vão continuar funcionando nos próximos 15 dias. Em decreto publicado neste sábado (14/03), o governador Ibaneis Rocha (MDB) antecipou o recesso das férias escolares do mês de julho, que terá início a partir desta segunda-feira (16/03). A decisão, porém, não atinge as unidades educacionais destinadas a crianças de 0 a 3 anos.

O DF conta com mais de 100 escolas com esse perfil, entre públicas, conveniadas e Centros de Ensino da Primeira Infância (Cepiss); além das unidades particulares, que também funcionarão normalmente. De acordo com o Governo do Distrito Federal (GDF), o objetivo é manter o acolhimento das crianças para que pais possam trabalhar.

“Crianças de 0 a 3 anos não costumam circular muito, logo, não são pontos focais de proliferação de vírus”, argumenta o secretário de Educação do DF, João Pedro Ferraz.

Segundo ele, a maior parte das unidades possui menos de 100 alunos. “É uma realidade muito diferente daquela onde temos alunos maiores, que têm mais mobilidade e independência para circular”, completa Ferraz.

Uma vez que a medida acompanha protocolos internacionais, o GDF considera que não há necessidade de interrupção dos serviços. No entanto, a Secretaria de Educação alerta para que crianças doentes e gripadas evitem a ida às aulas. “Não é certo levar o filho doente para a escola. Até mesmo para que não contamine os coleguinhas”, ressalta o secretário.

Desacordo

A decisão do governo em manter as creches funcionando, contudo, desagradou responsáveis pelas unidades educacionais que possuem parceria com o GDF.

“Nossas creches não vão ser amparadas. O secretário tomou essa decisão sem ouvir as entidades, sem ouvir os pais. O decreto fala em escolas públicas e privadas e nós somos escolas da rede. Isso, para mim, é uma discriminação”, reclamou Roberta Fernandes de Morais Ribeiro, responsável por três creches no DF.

Roberta é presidente do instituto Obras de Assistência à Infância e à Sociedade (Oasis) e possui duas creches em parceria com o governo, no Gama e em São Sebastião. Ela também é responsável por um Cepiss em Ceilândia.

Nas três unidades, 588 alunos de até 4 anos estão matriculados. Mas, segundo Roberta, não houve comunicação entre a Secretaria de Educação e a comunidade escolar sobre a decisão de manter as creches em funcionamento.

“As nossas crianças têm a saúde mais fragilizada e estão expostas no ambiente escolar. Isso, sem contar os profissionais, que também ficam expostos. Nós temos um grupo de todas as entidades parceiras e todos estão questionando essa situação”, enfatizou.

Últimas notícias