metropoles.com

É falso que urnas eletrônicas tiveram problemas técnicos em 2018 no DF

Vídeo da época gravado por dois PMs do DF voltou a circular nas redes sociais em 2022. TSE já desmentiu o conteúdo

atualizado

Compartilhar notícia

card-falso-branco-compressed
1 de 1 card-falso-branco-compressed - Foto: null

É falso que, em 2018, urnas eletrônicas utilizadas nas eleições apresentaram problemas técnicos. A informação foi disseminada em vídeo gravado por dois policiais militares do Distrito Federal há quatro anos. O mesmo conteúdo voltou a circular este ano com a falsa informação sobre problemas nas urnas.

O V ou F teve conhecimento da volta do vídeo por meio do Twitter. Uma conta com mais de 21 mil seguidores postou a gravação em 5 de agosto do ano passado e voltou a receber compartilhamentos em agosto deste ano.

No texto, o autor da publicação afirma que os PMs em questão verificaram, em 2018, as urnas que chegaram ao local de votação e diz que elas estavam “carregadas com votos e a ordem era de as usar assim assim mesmo”. As contas que compartilharam o vídeo este ano comentam coisas como: “O Brasil está em risco” e que os PMs “foram convidados para aferirem as urnas”

Como verificamos

O vídeo já é de conhecimento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No site da Corte, há um texto desmentindo o conteúdo.

“Dois policiais militares do Distrito Federal gravaram um vídeo sobre uma ocorrência de supostos problemas técnicos na urna eletrônica. De acordo com eles, o equipamento teria votos já gravados em sua memória, antes de receber votos dos eleitores. A informação dos policiais militares é falsa e foi desmentida pela Polícia Federal, que investigou o fato”, escreveu o TSE em comunicado oficial.

A Corte ainda esclarece que os dois integrantes da corporação militar brasiliense estavam acompanhando um eleitor levado à Polícia Federal que queria, sem provas, denunciar suposto problema na urna. Enquanto o eleitor conversava com os policiais federais, os PMs gravaram o vídeo na porta do prédio. Porém, a própria PF informou que, após colhido o depoimento, não houve comprovação de fraude.

“O eleitor apenas fez uma interpretação errada acerca da emissão da zerézima e do boletim de urna, procedimentos padrão e necessários à transparência e lisura do pleito”, explica o texto. Segundo o Glossário, zerésima é o documento emitido em cada seção eleitoral, antes do início da votação. Esse relatório atesta que não existe voto registrado na urna eletrônica para nenhum dos candidatos da disputa. Ela é impressa logo após o procedimento de inicialização da urna.

O V ou F procurou o dono da conta que republicou o vídeo que voltou a ser compartilhado este ano. Até a mais recente atualização desta reportagem, não houve resposta.

Por que checamos?

V ou F é um programa de checagem do Metrópoles em parceria com o Google e com a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) que visa verificar publicações com potencial de viralização e que tenham relação com as eleições de 2022 no Distrito Federal.

Metrópoles cria núcleo de combate à desinformação nas eleições do DF

Para verificar os conteúdos, a equipe consulta especialistas, fontes oficiais sobre o assunto, documentos e dados públicos. A intenção é encontrar informações que confirmem ou não a informação que está sendo compartilhada.

Quando o assunto é desinformação e fake news, as postagens podem ser, além de verdadeiras ou falsas, enganosas ou sátiras. As sátiras não têm a intenção de causar mal, mas têm grande potencial para enganar.

Já as publicações enganosas têm conteúdo retirado do contexto original e usado em outro de modo que seu significado sofra alterações. Também usam dados imprecisos ou que induzam a uma interpretação diferente da intenção de seu autor. Além disso, confundem, com ou sem a intenção deliberada de causar dano.

Quem se deparar com algum conteúdo duvidoso e achar que ele precisa de verificação pode encaminhar o material para o WhatsApp do Metrópoles DF: (61) 9119-8884.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comDistrito Federal

Você quer ficar por dentro das notícias do Distrito Federal e receber notificações em tempo real?