Dor e emoção na despedida de Rodrigo Sá, diretor-técnico do Sebrae-DF

Superintendente da entidade, Valdir Oliveira, que seguia para Rio Verde com Rodrigo no momento do acidente, estava bastante abalado

atualizado 09/04/2019 14:55

JP Rodrigues/Metrópoles

Familiares, amigos e colegas de trabalho se despedem do diretor-técnico do Sebrae-DF, Rodrigo de Oliveira Sá, 53 anos, nesta terça-feira (9/4). Ele morreu no domingo (7), após capotamento ocorrido na altura de Acreúna (GO), município a 350 km de Brasília. O velório ocorre até as 15h, na capela 3 do Cemitério Campo da Esperança, na Asa Sul.

Muito emocionado, Alexandre Sá, 53, primo e colega de trabalho de Rodrigo, disse ter perdido seu melhor amigo. “Um parceiro de vida. Nós nascemos no mesmo ano e fomos criados juntos. Ele deixa um legado muito grande para os que virão”, destacou.

“Ele era um profissional exemplar, que chegou onde estava por seu esforço e dedicação ao trabalho. Uma pessoa justa, feliz e querida por todos. Só nos trouxe alegrias e, agora, deixa muitas saudades”, lamentou Alexandre.

0

 

Assessora da diretoria-técnica do Sebrae-DF, Cassiana Abritta também prestou a última homenagem ao amigo. “A pessoa mais dedicada e alegre que conheci. As características mais presentes nele eram entusiasmo e profissionalismo. Neste momento, resta um vazio, mas agradecemos pelo período que o tivemos conosco e por tudo o que ele fez. O Rodrigo é a cara do Sebrae”, assinalou.

Superintendente do Sebrae-DF e ex-secretário de Desenvolvimento Econômico, Antônio Valdir Oliveira (foto em destaque) estava presente no velório. Muito abalado, não teve condições de falar com a reportagem. Após as homenagens, o corpo será cremado em Valparaíso (GO).

Acidente
Valdir Oliveira estava com Rodrigo quando o motorista José Pereira perdeu o controle do veículo. Eles seguiam para a Tecnoshow 2019, uma feira de agronegócios em Rio Verde (GO).

Os três receberam atendimento emergencial no hospital do município goiano, mas precisaram ser levados a Goiânia (GO), por falta de equipamentos para realizar exames em Rio Verde. Rodrigo Sá, que estava no banco de trás do veículo na hora do acidente, não resistiu aos ferimentos. Morreu a caminho da capital goiana. Ele deixa viúva e dois filhos.

Últimas notícias