Divisão de Repressão a Sequestros apura sumiço de ex-sargento no DF

Claudio dos Santos Gonçalves, 34 anos, foi visto pela última vez na manhã da última segunda-feira (16/11), pela manhã

atualizado 19/11/2020 14:58

Reprodução

Mais de 72h se passaram e a família de Cláudio dos Santos Gonçalves, 34 anos, não têm notícias sobre o seu paradeiro. Segundo os parentes do ex-sargento do Exército, ele a última vez que ele deu notícias foi na manhã da última segunda-feira (16/11), por volta das 10h. Ele estava no centro de Ceilândia.

Ao Metrópoles, a irmã de Claudio, Kelly Barros Gonçalves, 36, diz que a Polícia Civil ainda não iniciou a busca pelo irmão. “Ainda não começaram as investigações, porque há muitos sumiços no DF e por questões burocráticas”, lamenta, preocupada.

Porém, segundo o delegado-adjunto Konrad Muniz, da 15ª Delegacia de Policia (Ceilândia Centro), o caso foi apresentado para a Divisão de Repressão a Sequestros. “Tem todo um protocolo a ser seguido, porque não há indícios de crime. Mas a DRS foi acionada”, informa.

A família desconhece os motivos da falta de contato. “Ele é um ótimo pai, uma pessoa dedicada e alegre. É músico. Um ótimo irmão e com excelente amigo. Todos os que entram em contato conosco reforçam isso”, ressalta a irmã.

0

Caso alguém tenha visto Claudio ou tenha alguma informação que possa levar à localização do ex-sargento deve entrar em contato com a família pelo telefone (61) 99197-3959.

 

 

Últimas notícias