Digital influencer que traficava para servidores e empresários é preso

O traficante se hospedava em hotéis de luxo do setor hoteleiro e usava suítes locais como pontos de distribuição de drogas

atualizado 16/06/2021 21:09

Homem na varandaReprodução

Com milhares de seguidores nas redes sociais, um homem de 22 anos, que se apresenta como digital influencer, foi preso em flagrante pela Polícia Civil do Distrito Federal por tráfico de drogas. Ele tinha uma clientela seleta formada por empresários, políticos e servidores públicos do alto escalão do Executivo, Judiciário e Legislativo da capital da república.

Identificado como Guilherme Leonardo, o suspeito foi preso por policiais da Seção de Repressão às Drogas (SRD) da 5ª Delegacia de Polícia (Área Central), na noite desta terça-feira (15/6), quando estava dentro de um carro na companhia de dois empresários que haviam comprado drogas. De acordo com as investigações, o traficante hospedava-se em hotéis de luxo nos setores hoteleiros Norte e Sul, fazendo desses locais ponto de distribuição de drogas.

Os policiais apuraram que o traficante tinha o costume de mudar com frequência de hotel, a fim de evitar a ação policial. Aproveitando a popularidade nas redes sociais, o criminoso também usava o universo digital para revender drogas para os usuários de alto poder aquisitivo. A especialidade do influencer digital era comercializar cocaína do tipo escama de peixe (com alto teor de pureza), ecstasy, LSD e skunk (um derivado da maconha de alto valor comercial e mais potente).

PCDF apreende haxixe marroquino:

 

Drogas na suíte

Guilherme vendia a porção de 1 grama de skunk por valores entre R$ 80 e R$ 100. Revistando o quarto onde o influencer digital estava dormindo, os investigadores encontraram uma infinidade de drogas sintéticas, além de haxixe marroquino, maconha gourmet e outros entorpecentes.

Desde 2019, a 5ªDP mapeia o esquema de tráfico de drogas que ocorre na região central de Brasília. Com base nas investigações preliminares, apurou-se que um dos principais meios de difusão ilícita de drogas é através do mercado do sexo, ou seja, garotos e garotas de programas. Os profissionais que se hospedam nos hotéis dos setores hoteleiros para despistar a polícia.

Veja drogas apreendidas:

0

O traficante foi preso e deverá passar por audiência de custódia nesta quinta-feira (17/6). A reportagem não localizou o advogado do suspeito.

Mais lidas
Últimas notícias