DF: Secretaria de Educação distribui kit alimentação a 18 mil na área rural

Serão contemplados alunos que não recebem o Bolsa Alimentação. A logística de entrega foi montada para para evitar aglomeração

atualizado 14/05/2020 16:49

A Secretaria de Educação do DF (SEEDF) anunciou a distribuição de kits de alimentação para 18 mil alunos de 70 escolas da área rural a partir desta quinta-feira (14/05). Cada regional de ensino tem seu calendário, que pode ser conferido no fim desta matéria.

As regiões atendidas são Recanto das Emas, Núcleo Bandeirante, Planaltina, Brazlândia, Sobradinho, Gama, Plano Piloto, Paranoá e São Sebastião.

Os beneficiados são crianças e adolescentes cujas famílias não recebem o auxílio alimentação do GDF, em razão de não estarem no cadastro do Bolsa Família, critério para a concessão.

A logística de entrega foi montada por cada regional de ensino para evitar aglomerações e o consequente risco de propagação da Covid-19. Além da divulgação pelos canais da Secretaria de Educação, os pais serão avisados pelas direções das unidades de ensino quanto a datas e horários para buscarem os kits diretamente nas escolas.

Composição

Segundo a Secretaria, o kit contém alimentos suficientes para 32 dias letivos. A quantidade é calculada para o estudante, que é o atendido pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que não autoriza nenhum outro critério.

O conjunto dos produtos equivale à oferta de duas refeições/dia pelo estudante das áreas do campo, mesma quantidade de refeições diárias que tem na escola. Todos estes alimentos estavam guardados nas escolas. O valor nutricional do kit leva em conta a idade do estudante e é baseado nas normas do FNDE, mas a oferta de carne ficou inviável por razões sanitárias.

A pasta reforça que os kits representam um programa diferentes dos projetos Bolsa Alimentação, cujos pagamentos também começam nesta quinta-feira (14/05) e Bolsa Alimentação Creche. Estes são operados via cartão de crédito do BRB e atendem todas as crianças de creches vinculadas ao poder público ou mantidas pelo poder público e os estudantes das demais etapas cujas famílias sejam beneficiárias do Bolsa Família.

Os créditos dependem da quantidade de refeições que os estudantes faziam na escola e foram calculados segundo os valores por refeição do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). No caso das creches, o valor é de R$ 150,00 por criança e foi calculado com base no repasse mensal total per capita às instituições.

0

 

Últimas notícias