DF: rede privada tem 90,83% de leitos para pacientes com Covid-19 ocupados

Dado foi divulgado na tarde desta segunda-feira (29/06) pela Secretaria de Saúde. No sistema público, ocupação é de 63%

MacasDivulgação

atualizado 29/06/2020 17:53

Diante do estado de calamidade pública decretado no Distrito Federal e com a expectativa de que o pico da pandemia do coronavírus esteja prestes a ser alcançado na cidade, um índice na rede particular de saúde preocupa. Na tarde desta segunda-feira (29/06), a taxa de ocupação dos leitos de UTI no setor chegou a 90,83%.

Das 218 unidades preparadas para receber casos graves da Covid-19 nos hospitais privados da capital, 191 estão tomadas por pessoas infectadas. Os dados estão disponíveis em site da Secretaria de Saúde que divulga dados oficiais da doença no DF.

No caso dos hospitais públicos, há 500 leitos destinados às vítimas do novo coronavírus, sendo que 315 estão ocupados, ou seja, índice de 63%. Se forem considerados os dois sistemas, o Distrito Federal tem uma taxa de ocupação de 70,47%, com um total de 506 de unidades com alguém em situação grave entre os 718 disponíveis.

0

Segundo o Painel Covid-19, do Governo do Distrito Federal (GDF), atualizado às 12h02 desta segunda-feira, a capital teve 13 novos casos e uma morte por coronavírus registrados. Assim, o número de infectados chega a 44.918 e o de óbitos vai a 502. Se somados os 48 residentes de outras unidades da Federação que faleceram em território brasiliense, a quantidade de óbitos vai a 550.

A cidade com mais mortes no DF é Ceilândia (105), que também ocupa a triste liderança no quesito de contaminados (6.009). A região administrativa é seguida por Taguatinga (50 óbitos e 3.223 casos) e Samambaia (45 mortes e 2.908 casos).

A maioria das pessoas contaminadas se recuperou. No DF, a taxa é de 66,9%, ou seja, 30.054 dos 44.918 infectados superaram a doença. A Secretaria de Saúde do Distrito Federal considera como recuperados aqueles pacientes que tiveram os primeiros sintomas há mais de 14 dias e não estão hospitalizados.

Últimas notícias