DF receberá 77,1 mil doses da AstraZeneca e mais 8,1 mil da Pfizer

O Ministério da Saúde distribui, a partir desta terça-feira (18/5), 6,4 milhões de doses de vacinas contra Covid-19

atualizado 17/05/2021 11:12

Vacinação contra Covid-19 em pessoas com comorbidades e gestantes no estacionamento 13 do Parque da CidadeGustavo Alcântara/Especial Metrópoles

O Distrito Federal receberá do Ministério da Saúde 77.100 doses da vacina de Oxford/AstraZeneca e mais 8.190 da Pfizer nesta semana. Com a chegada desta remessa, a expectativa é que o governo amplie a campanha de imunização contra a Covid-19 para os profissionais da área de educação.

O Ministério da Saúde distribui, a partir desta terça-feira (18/5), 6,4 milhões de doses de vacinas. A divisão conta com 4,7 milhões de unidades da AstraZeneca, produzidas pela Fundação Oswaldo Cruz.

Na pauta, há ainda 1,08 milhão de doses da Coronavac, fabricada pelo Instituto Butantan e 647 mil da Pfizer.

0

Segundo o ministério, o quantitativo da Coronavac é destinado à aplicação da segunda dose em 12 estados. As outras 15 unidades da Federação — incluindo o DF — não relataram pendências à pasta para a conclusão do esquema vacinal com o imunizante e, então, não receberão vacinas deste fabricante.

Esses 15 estados serão contemplados com os imunizantes de Oxford/AstraZeneca para compensação. Parte das vacinas da Fiocruz também será aplicada em idosos com idades entre 60 e 69 anos.

Além disso, de acordo com o ministério, as doses da Pfizer são destinadas à aplicação da primeira dose em pessoas com comorbidades, incluindo gestantes e puérperas que fazem parte de grupos de risco, além de pessoas com deficiência permanente.

“Em relação a gestantes e puérperas, a pasta ressalta que a vacinação deverá prosseguir, no momento, apenas em mulheres com comorbidades e com as vacinas do Butantan ou da Pfizer”, ressaltou.

Últimas notícias