DF: mulher denuncia motorista de app que se masturbou no carro

Homem ainda disse que a passageira não precisaria pagar a viagem caso se exibisse com as pernas abertas

atualizado 28/02/2020 11:44

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) investiga o caso de um motorista de aplicativo denunciado por abuso. O profissional foi acusado por uma passageira de ter se masturbado na frente dela durante a viagem. A importunação sexual ocorreu na madrugada dessa quarta-feira (26/02/2020), por volta de 5h, quando o condutor trafegava pelo Paranoá.

A vítima contou que estava na companhia de uma amiga quando chamou um carro por meio de um app, mas as investidas ocorreram após uma das mulheres descer em um ponto no Varjão.

Ela e a amiga trabalham em um bar até de madrugada e costumam acionar o transporte por aplicativo quando acaba o expediente. Na ocasião, após sobrar apenas uma das passageiras no automóvel, o motorista fez uma proposta: de que a cliente não pagasse pela corrida caso se exibisse mostrando as pernas enquanto ele se masturbava. A mulher negou o pedido.

Pedido de desculpas

Mesmo com a negativa da passageira, o suspeito prosseguiu nas investidas. Mas, desta vez, ele se masturbava enquanto falava com a cliente. A ação perdurou até o momento em que o homem parou o veículo em frente à residência da passageira. Em seguida, para tentar reduzir o constrangimento, o homem pediu desculpas à cliente e seguiu viagem. Ele deverá ser intimado nos próximos dias para prestar depoimento.

 

Últimas notícias