DF: dono de shih-tzu atacado por dois cães ameaça vizinhos com arma

Segundo as investigações, após ter o cachorrinho atacado, o dono do shih-tzu e familiares saíram em direção à casa do dono dos huskys

atualizado 03/05/2021 11:30

Vicente Pires

Um homem de 33 anos é investigado pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) por ameaçar vizinhos com uma arma após o ataque de dois cachorros da raça husky-siberiano a um cãozinho shih-tzu. Policiais da 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires) cumpriram mandados de busca e apreensão na casa do acusado nesta segunda-feira (3/5).

O caso aconteceu em 11 de abril deste ano. Segundo as investigações, após ter o cachorrinho atacado, o dono do shih-tzu e seus familiares saíram em direção à casa do dono dos huskys. O autor teria, inclusive, quebrado o vidro do para-brisa do veículo das vítimas.

Toda a ação foi flagrada por câmeras de segurança. Nas imagens, é possível ver o acusado sair com uma enxada  em direção à casa do dono dos huskys. Em seguida, ele volta para a residência dele e retorna com uma arma de fogo na cintura. Ele saca o armamento e ameaça os donos dos cães. A PCDF acredita que a intenção do autor era executar os cachorros responsáveis pelo ataque contra o animal de estimação.

A busca realizada nesta segunda-feira (3/5) teve como finalidade a apreensão da arma de fogo usada no crime. O armamento, entretanto, não foi localizado. Porém, os policiais encontraram uma porção de maconha no quarto do investigado.

Ainda de acordo com os investigadores, apurou-se que o celular de Barbosa era produto de roubo ocorrido em 2020. O aparelho foi apreendido e será restituído à vítima após perícia. Pelo porte ilegal de arma de fogo e pela receptação, o autor pode pegar de três a oito anos de prisão.

Últimas notícias