vacinação são paulo

DF: com avanço da vacinação, mortes nos primeiros 10 dias de julho caem 82%

Comparação do (M)Dados é feita com base no mesmo período de abril deste ano, considerado o mês mais letal da pandemia na capital

atualizado 13/07/2021 8:26

vacinação são pauloFábio Vieira/Metrópoles

Desde o início da vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal, as mortes em decorrência da doença têm apresentado significativa redução. Após passar pelo pico da segunda onda em abril de 2021, levantamento do (M)Dados mostra que o registro de óbitos recuou 82% nos primeiros 10 dias de julho, em comparação ao mesmo período do quarto mês deste ano.

Em números totais, são 561 vítimas a menos. Enquanto que em abril a capital teve 680 mortes até o dia 10, neste mês de julho, foram 119. É o menor registro desde fevereiro, quando o DF passava por um período de diminuição do contágio.

Se comparado com o mesmo período do ano passado, a diminuição é de 55,7%. Naquele momento, o DF acumulava 269 óbitos computados nos primeiros 10 dias do mês e sofreu com escalada que durou até setembro.

Desconsiderando os primeiros dias dos meses de abril e maio de 2020, quando os casos em Brasília ainda eram poucos, julho de 2021 é o sexto mês com a menor quantidade de falecimentos nos últimos 12 meses.

“Percebemos claramente a importância da vacinação para o enfrentamento da pandemia, seja no quesito internações hospitalares, seja na redução do número de novos casos e, principalmente, na diminuição de óbitos”, destacou o secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto

Confira a tabela completa

Mais de um milhão de primeiras doses aplicadas

Mais de um milhão de pessoas já iniciaram a cobertura vacinal no DF. Segundo a última atualização da Secretaria de Saúde nessa segunda-feira (12/7), 48% da população acima de 18 anos já recebeu pelo menos a primeira dose do imunizante.

Aqueles com mais 70 anos com a D1, por exemplo, em cinco meses de imunização, já ultrapassaram os 100%. Normalmente, isso ocorre com a vinda de pessoas de outros estados para receber a proteção contra a Covid-19.

A expectativa do Governo do Distrito Federal (GDF) é ampliar para 38 anos, na próxima semana, a faixa etária contemplada com a vacinação. A decisão ocorreu após o Ministério da Saúde recalcular as doses enviadas para a capital da República como resposta à reivindicação da pasta do DF.

Foi anunciado que, provavelmente, nova remessa saia da União na próxima sexta-feira (16/7), quando o governo local pretende confirmar a convocação das novas idades beneficiadas.

Apesar dos planos de diminuir, novamente, a faixa etária do público-alvo para a imunização, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) informou que ainda não há previsão para o agendamento de novas vagas para pessoas a partir dos 41 anos. No sábado (10/7), em 28 minutos, 21 mil vagas para vacinação foram preenchidas no DF.

Últimas notícias