DF: amigos criam vaquinha para jovem diagnosticada com ELA, doença sem cura

Apesar de irreversível, Esclerose Lateral Amiotrófica pode ser amenizada com o auxílio de remédios

atualizado 14/08/2020 12:15

Arquivo pessoal

Os últimos meses da família Costa não têm sido fáceis. Tatiane da Costa Leite, 22 anos (foto em destaque), foi diagnosticada com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA). Trata-se de uma doença rara e sem cura.

A enfermidade afeta o sistema nervoso de forma degenerativa e progressiva, resultando em paralisia motora irreversível. Pacientes com a doença sofrem de paralisia gradual e morte precoce como resultado da perda de capacidades cruciais, como falar, movimentar-se, engolir ou até mesmo respirar.

Os custos com a medicação giram em torno de R$ 1.146 mensais, valor inviável para a família de Tatiane. Amigos se uniram e criaram uma vaquinha on-line para comprar o remédio capaz de retardar a evolução da doença: o Riluzol.

Confira os laudos:

0

A jovem é vigilante, porém está afastada por conta da doença. Ela mora com a mãe, Zildete Monteiro da Costa, 49, em Planaltina de Goiás.

“Ela é uma pessoa incrível, de bem com a vida, gosta de sair e tem um coração enorme. Sempre foi muito extrovertida, bem resolvida, mas, com o diagnóstico da doença, ela fica limitada de fazer certas coisas”, contou Gabryela Castro, amiga de Tatiane.

“Precisamos da ajuda para a compra de remédio, por isso a vaquinha. Mais para frente, a casa dela terá que ser adaptada, com respiradores, e ela precisará de cadeiras de rodas”, acrescentou Gabryela.

Tatiane ainda deverá ser submetida ao seguintes exames: gasometria venosa, tomografia do abdômen inferior com contraste, tomografia do abdômen superior com contraste e ressonância do crânio com contraste. Então, os valores arrecadados ajudarão com a medição e o tratamento, informou a amiga.

Como ajudar

Por volta das 18h dessa quinta-feira (13/8), a vaquinha já tinha arrecadado R$ 1.589,40, da meta de R$ 10 mil estipulada por familiares e amigos da jovem.

Quem quiser ajudar a família a custear o tratamento para Tatiane pode contribuir por meio da vaquinha on-line ou com depósito bancário, de qualquer valor, na seguinte conta:

Caixa Econômica Federal

Agência: 1041
Operação: 013
Conta: 9294-9
Zildete Monteiro da Costa

Últimas notícias