Desde o início da pandemia no DF, 6 mil lojas foram vistoriadas

Mais da metade das ações foram feitas na última terça-feira. Objetivo é verificar se estabelecimentos descumprem medidas contra a Covid-19

atualizado 05/03/2021 0:35

agente da vigilâcia sanitáriaDivulgação/Vigilância Sanitária

A operação integrada de fiscalização de estabelecimentos do Governo do Distrito Federal (GDF) vistoriou 6 mil estabelecimentos desde março de 2020, quando começaram a valer as primeiras medidas restritivas no DF de combate ao novo coronavírus.

Segundo o GDF, os comércios que geralmente apresentam mais problemas em relação ao cumprimento das medidas são bares e restaurantes.

Até agora, mais de 300 deles foram autuados e passa de 50 o total de bares e restaurantes interditados por descumprimento às medidas de segurança contra a Covid-19.

Somente em janeiro deste ano, foram realizadas mais de 120 vistorias em bares, restaurantes e eventos, dos quais, aproximadamente, 15% foram autuados e oito interditados.

Somente na terça-feira (2/3), a Operação Integrada do GDF realizou 4,6 mil ações durante o dia, sob liderança da Diretoria de Vigilância Sanitária (Divisa), ligada à Secretaria de Saúde (SES).

“Fomos a shoppings, feiras e retiramos 108 ambulantes das ruas. Também abordamos quase 400 pessoas que estavam sem máscara ou utilizando de forma incorreta”, destaca Márcia Olivé, gerente de fiscalização da Divisa.

Qualquer um pode denunciar estabelecimentos ou pessoas físicas que estejam descumprindo as medidas previstas no decreto vigente, por meio do site da ouvidoria ou pelo telefone 162.

Últimas notícias