Decreto do GDF veta pista de dança em festas e casamentos

Eventos precisam terminar até 23h e devem prever a nomeação de pessoas responsáveis por garantir o cumprimento de normas

atualizado 13/05/2021 19:56

Getty Images

Festas de casamento, aniversário e batizados podem ocorrer a partir desta quinta-feira (13/5) no Distrito Federal, mas sem pista de dança e com o final do evento ocorrendo até as 23h. O decreto assinado pelo governador Ibaneis Rocha (MBD), publicado em edição extra do Diário Oficial do DF nesta quinta-feira (13/5), prevê a permissão para os programas, mas com uma série de obrigações a serem cumpridas.

Os eventos só podem ser realizados com metade da capacidade do local, que deve ter licença definitiva para essas festividades. Outro ponto é que, a cada 50 pessoas, existe a necessidade de haver um funcionário responsável por garantir o cumprimento de medidas sanitárias como o distanciamento.

Na hora de comer, os talheres devem ser individuais, assim como sachês de molhos e condimentos. O guardanapo de pano precisa ser substituído pelo de papel. O texto pede ainda que buffets evitem o autoatendimento.

Há obrigações até para os músicos: com exceção do vocalista, todos os membros da banda que estiver tocando precisar estar de máscara. A cobrança de ingressos para qualquer realização também está vetada.

Confira o decreto completo

DODF N.043A_13_05_2021_EXTRA by Metropoles on Scribd

A decisão de liberar  esses eventos foi tomada com a melhora dos números da pandemia de Covid-19 no DF e consequente redução da fila para atendimentos em Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

“Estamos em um momento de mais tranquilidade, com redução dos percentuais [da Covid] e a abertura de leitos”, disse Ibaneis à coluna Grande Angular. 

De acordo com o secretário-chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha, inicialmente o governador autorizou a retomada apenas dos eventos chamados sociais, como casamentos, festas de aniversário, batizados e afins. “Continuam suspensos eventos com cobrança de ingressos, por exemplo”, afirmou.

O chefe do Executivo local ainda estuda a possibilidade de liberar programas de outros tipos, com 25% da capacidade de público.

Em 3 de maio último Ibaneis Rocha ampliou o horário de funcionamento de bares e restaurantes para até as 23h. Os shoppings centers e centros comerciais passaram a funcionar das 10h às 22h.

O toque de recolher também mudou. A medida de restrição de circulação agora está em vigo entre 0h e 5h.

Últimas notícias