*
 

O dia começou colorido em Brasília, com a celebração dedicada a Nossa Senhora Aparecida, padroeira de Brasília e do Brasil. Centenas de pessoas se uniram para assistir à Missa da Criança, que começou às 8h30, no palco montado no canteiro da Esplanada dos Ministérios, próximo à Catedral Metropolitana.

Pouco antes da coroação, por volta das 9h40, os fiéis foram agraciados com o canto das crianças do coral da Paróquia de Nossa Senhora Aparecida de Samambaia. Na hora da coroação, muitos aplausos em meio ao canto em homenagem à padroeira.

O “anjinho” responsável por colocar a coroa na Santa foi Isabelly Silva, 7 anos. “Fiquei muito feliz”, declarou a menina. A mãe dela, a assessora comercial Girlene Silva, 36, disse que a própria criança pediu para participar do momento. “Foi uma bênção. Teve um sorteio na catequese no dia do aniversário dela e ela pediu essa graça. A gente se emociona”, contou, orgulhosa.

A missa foi celebrada pelo dom Marcony Ferreira, bispo-auxiliar de Brasília, que ressaltou a pureza do coração das crianças. “Eu creio que, antes de mais nada, é uma manifestação daqueles com o coração mais puro, dos mais amados por Jesus e mais amados por Nossa Senhora. A criança que vive em um ambiente de fé cresce com o coração aberto a dar-se aos outros”, comentou.

Diversão
Muitas famílias levaram panos para sentar na grama com as crianças durante a celebração. Com o sol forte, o colorido das sombrinhas também alegrava o ambiente. Depois da missa, os pequenos se deliciaram com um festival de sorvete, espaço para brincadeiras e brinquedos infláveis.

Há dez anos frequentando o evento, o contador Mateus Fialho, 40 anos, saiu de Candangolândia para levar os filhos, Vinícius, 2 anos, e Artur, 6, à missa desta sexta. Até o cachorrinho Dudu acompanhou a família. “Foi maravilhoso. A gente vem com a família, com os filhos, os padrinhos dos filhos, todos juntos. Tem um clima muito especial, principalmente na hora da missa”, declarou.

Desde o nascimento da filha Maria Clara, de quase dois anos, a bancária Laline Monteiro e o marido Bruno Rolin, moradores do Lago Norte, voltaram a frequentar a celebração. “Chegamos mais tarde, viemos para a bênção. Eu já costumava vir desde criança. Ela nasceu e estamos tentando criar o hábito de vir de novo. A bebê ficou bem tranquila, dançou na hora da apresentação”, contou.

A professora Cintia Teixeira Felix, 36, resolveu curtir o dia com os quatro filhos na celebração pela primeira vez. “Eu nunca tinha vindo na parte da manhã e resolvi trazê-los. Está um clima muito agradável e eu vou procurar vir mais vezes para ter esse momento com eles”, disse.

A Festa de Nossa Senhora Aparecida acontece na Esplanada desde 1998. À tarde, a programação continua com orações e homenagem dos jovens. A Santa Missa está marcada para às 17h. Depois, às 18h30, começa a Procissão das Velas.

Para oferecer mais conforto aos fiéis, a Arquidiocese de Brasília preparou uma estrutura com banheiros químicos, praça de alimentação – das 10h às 17h –, barracas com água potável e barracões para a venda de alimentos, além de postos do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil e do S.O.S Criança.

Trânsito
O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran/DF) fará intervenções nas vias da Esplanada dos Ministérios, em razão das atividades e da procissão de Nossa Senhora Aparecida que serão realizadas em frente à Catedral Metropolitana, até às 21h. Para permitir a montagem da estrutura do evento e garantir segurança aos fiéis, todos os estacionamentos da Catedral, inclusive os da Cúria, serão interditados a partir das 22h desta quinta-feira (11).

As ligações das vias S1/N1 e N1/S1, no quadrante em frente à Catedral, foram fechadas a partir das 6h30 desta sexta-feira (12). A partir das 18h, o trânsito na via S1 será  desviado para a via L2 Sul. O fluxo da via L2 Sul sentido Esplanada dos Ministérios será desviado para a ligação L2 Sul/L2 Norte, conhecida como Buraco do Tatu. Na via N1, o trânsito será interditado a partir das 18h, desde a via L4 até a altura da via L2 Norte.

Durante todo o evento, equipes de fiscalização farão o controle do tráfego nas imediações da Catedral, auxiliando na travessia de pedestres, fazendo intervenções necessárias para garantir a fluidez do trânsito e coibir irregularidades. O Detran trabalha com a expectativa de liberação do trânsito somente após a dispersão total do público e limpeza das vias, previstas para as 22h.

Programação:

Tarde:
– 13h – Oração do Ofício de Nossa Senhora
– 14h – Logo após o Ofício – Oração do santo terço
– 15h – Homenagem dos Jovens à Nossa Senhora
– 16h – Animação e preparação para a Santa Missa
– 17h – Missa Solene
– 18h30 – Início da Procissão das Velas com as três paradas para bênçãos da Saúde, aos Governantes e a Pátria e para as Famílias – a procissão irá até o Segundo Quadrilátero Central após a Catedral
– Ao final da procissão – Benção final no Altar Central
– Praça de Alimentação durante todo o dia no canteiro central da Esplanada

Histórico
A Festa de Nossa Senhora Aparecida é celebrada na Esplanada dos Ministérios desde 1998. Em 2017, cerca de 30 mil pessoas participaram do evento.

Desde 1717, quando a Imagem de Nossa Senhora da Conceição apareceu nas redes de três pescadores, às margens do Rio Paraíba, a devoção à Mãe de Deus sob o título de Virgem Aparecida é cada vez maior, expressando a confiança que o povo brasileiro tem na mediação maternal de Maria junto a seu filho Jesus Cristo.

A devoção tornou-se tão forte em todo o país que, em 8 de setembro de 1904, por ordem do Papa Pio X, a Imagem foi solenemente coroada e proclamada como Rainha do Brasil. A partir de então, a Imagem passou a usar oficialmente a coroa ofertada pela Princesa Isabel, em 1884, e o manto azul-marinho. O título foi confirmado mais tarde, em 1930, quando o Papa Pio XI proclamou a Virgem Aparecida Padroeira do Brasil. Ao longo desses anos, são inúmeras as graças e milagres concedidos por Deus em favor do povo brasileiro mediante a intercessão de Maria Santíssima.

Nossa Senhora Aparecida, além de padroeira do Brasil, é padroeira de Brasília. Foi escolhida na época da construção da cidade, uma vez que a devoção à Virgem sintetiza a fé de todas as pessoas que para cá vieram. A Imagem de Nossa Senhora Aparecida que fica exposta na Catedral de Brasília chegou à cidade no dia 3 de maio de 1957, após ter visitado todas as capitais brasileiras.

Em outubro de 2016, o Papa Francisco decretou o Ano Nacional Mariano. Ao longo do período, as arquidioceses realizaram atividades a fim de vivenciarem o jubileu, manifestando a devoção à padroeira do Brasil. O ano Mariano estendeu-se oficialmente até o dia 11 de outubro de 2017, porém, o encerramento na Arquidiocese de Brasília será no dia 12, com a festa.