Confira as regras para visitação em cemitérios neste Dia de Finados

Máscara, uso de álcool em gel e distanciamento social são algumas das regras que precisam ser seguidas no feriado

atualizado 02/11/2020 13:48

movimento cemiterio véspera de finados 2020 brasilia df11Igo Estrela/Metrópoles

O Governo do Distrito Federal (GDF) definiu as regras de protocolo de segurança para as visitações aos cemitérios do DF neste Dia de Finados (2/11). Distanciamento, máscara, uso de álcool em gel e limitação de pessoas por grupo são algumas das determinações.

Vale lembrar que o Campo da Esperança Serviços Ltda., administrador dos seis cemitérios do Distrito Federal, recomendou que as homenagens no Dia de Finados sejam feitas em casa.

Diante da pandemia do novo coronavírus, a orientação é para respeitar o distanciamento social. Porém, quem for visitar os túmulos de entes queridos no feriado precisa seguir uma série de recomendações.

De acordo com o Decreto nº 41.392, da última quarta-feira (28/10), o distanciamento social mínimo de dois metros entre pessoas e grupos de visitantes precisa ser respeitado, com risco de punição. Os grupos, formados por núcleos familiares, por exemplo, devem ter, no máximo, seis pessoas.

Os banheiros dos locais devem, por regra, ser higienizados e abastecidos com produtos que garantam a limpeza pessoal, tanto de colaboradores quanto de visitantes dos cemitérios.

Na entrada, todo visitante deverá obrigatoriamente estar usando máscara de proteção facial.

A aferição da temperatura será realizada nos ambientes fechados. Quem apresentar febre – temperatura igual ou superior a 37,8ºC – ou estado gripal será orientado a voltar para casa e procurar o sistema de saúde.

A temperatura de cada colaborador, que também deverá ser aferida assim que iniciar o turno de trabalho, deverá ser anotada em planilha, com nome, função, data, horário da aferição, para controle da fiscalização.

O acesso de veículos às unidades vai ser modificado no feriado. Em Planaltina e em Brazlândia nenhum automóvel será autorizado a entrar nos cemitérios, pois não há espaço suficiente para a circulação.

Nas outras unidades – Asa Sul, Taguatinga, Gama e Sobradinho – só poderão entrar na área interna os veículos com autorização de vaga especial ou de pessoa com deficiência emitida pelo Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF). A Campo da Esperança Serviços não distribui credenciais de acesso de veículos às unidades. O acesso aos visitantes será das 7h às 19h.

Cerimônias

A realização de cultos, missas e rituais religiosos de qualquer religião deve obedecer uma série de regras. Veja:

I – distância mínima de dois metros entre os visitantes e grupos de visitantes, sendo esses limitados a 6 pessoas;

II – realização, preferencialmente, de aconselhamento individual, a fim de evitar aglomerações;

III – ainda que realizados em ambientes abertos, manutenção da distância mínima de dois metros entre visitantes e grupos de visitantes, sendo esses limitado a 6 pessoas;

IV – proibição de acesso ao estabelecimento de pessoas com as comorbidades;

V – recomendação de evitar o contato físico entre as pessoas;

VI – medição da temperatura, mediante termômetro infravermelho sem contato, dos frequentadores na entrada do estabelecimento religioso, ficando vedado o acesso daqueles que apresentarem temperatura igual ou superior a 37,8 °C.

Praça de alimentação

As lanchonetes estarão funcionando, também com os protocolos de segurança sanitária sendo seguidos à risca, como disponibilização de álcool em gel 70% a todos os clientes; higienização das cadeiras e mesas de uso coletivo regularmente; disposição de mesas a uma distância mínima de 2 metros uma das outras.

Além disso, haverá a proteção da máquina de pagamento por meio de cartão com papel filme; higienização de cardápios após a manipulação dos clientes; disponibilização de talheres e copos descartáveis; e sachês individuais de condimentos.

O Protocolo de Manuseio de Cadáveres e Prevenção para Doenças Infectocontagiosas de Notificação Compulsória, com ênfase em Covid-19, precisam ser seguidos rigorosamente. A medida foi aprovada em 27 de março e, desde então, tem sido fiscalizada.

Os funcionários dos cemitérios do DF, contratados ou terceirizados, devem ser organizados por meio de escala de revezamento, de dia ou horário de trabalho. Os trabalhadores devem usar equipamentos de proteção individual, todos fornecidos pelo estabelecimento.

De acordo com o documento, fica proibido o trabalho de funcionários considerados do grupo de risco, como idosos, gestantes e acometidos de comorbidades.

Últimas notícias