Com sessões de terça a domingo, Planetário de Brasília volta a funcionar

Espaço estará aberto ao público seis dias na semana, incluindo feriados distritais ou nacionais, das 9 às 17h

atualizado 23/09/2020 15:33

Francisco Barretto/Divulgação

Em publicação no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta quarta-feira (23/9), a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI) autorizou a reabertura do Planetário de Brasília.

O espaço estará aberto ao público de terça a domingo, incluindo feriados distritais ou nacionais, de 9 às 17h. O lugar seguirá diversas normas sanitárias afim de evitar o contágio pelo novo coronavírus.

A depender da experiência e da resposta ao Protocolo e Procedimentos Operacionais Gerais e Específicos, o horário poderá ser alterado, ampliado ou reduzido, a critério da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação do Distrito Federal.

0

A publicação deixa a cargo da gerência da unidade poder  de agendar visitação específica e dedicada a pessoas do grupo de risco, como os idosos, por exemplo. Será opcional ao indivíduo fazer uso de seu direito a horário exclusivo.

De acordo com a portaria, servidores e terceirizados dos grupos de risco previstos estão proibidos de participar das escalas programadas para o funcionamento do local, respeitando o inciso IV do art. 5º, do Decreto nº 40.939, de 2 de julho de 2020.

Funcionamento

Ainda segundo o comunicado, a operação do Planetário de Brasília refere-se única e exclusivamente à abertura dos salões expositivos para visitação pública, permanecendo as sessões de projeção na cúpula suspensas e todas as demais atividades administrativas em regime de teletrabalho, quando assim for possível.

A entrada dos visitantes só será permitida após medição de temperatura, ao uso de máscaras e a um número máximo de pessoas, respeitando o distanciamento de uma pessoa por 9 m².

Cabe a própria unidade também oferecer álcool em gel com mecanismo de pedal. A limpeza do local deverá ser constante e não será permitido o consumo de alimentos nos locais, assim como o uso de bebedouros.

 

 

 

Últimas notícias