Vídeos. Chuva causa alagamentos e trânsito para em vários pontos do DF

Em Vicente Pires, a força da água arrastou um carro, segundo informado pelo Corpo de Bombeiros. Há registros de corte de energia elétrica

atualizado 02/05/2019 20:59

As fortes chuvas previstas pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) complicam a volta para casa na noite desta quinta-feira (02/05/2019). Pela capital, brasilienses registraram alagamentos em vias, como a Estrada Parque Taguatinga (EPTG), além de cortes de energia em áreas do Lago Sul e do Plano Piloto. Em Vicente Pires, moradores sofrem com as enxurradas provocadas pelo intenso volume de água.

O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) informou que um carro foi arrastado em Vicente Pires. O trânsito na EPTG, por sua vez, é monitorado pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) e foi drasticamente impactado.

Alguns pontos da via registraram três horas de lentidão. Segundo o órgão, a situação na altura do viaduto Israel Pinheiro é delicada, pois apresenta alagamentos. Em Águas Claras, moradores também relataram a existência de engarrafamentos. O mesmo aconteceu em Vicente Pires, na Ponte JK e Eixão Norte.

O Corpo de Bombeiros do DF foi chamado para atuar na remoção de árvore que caiu na Quadra 412 da Asa Sul, próximo ao Big Box.

O aviso divulgado pelo Inmet alertava para perigo de chuvas intensas, com ventos que podem chegar a 60 km/h, e devem cair até 50 mm de água. As precipitações devem durar até as 7h desta sexta (03/05/2019), de acordo com o órgão.

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) informou, em nota, que as equipes de fiscalização estão com viaturas a postos nos locais onde houve alagamentos em tempestades anteriores, incluindo as tesourinhas do Plano Piloto. Caso haja necessidade, vão bloquear tais acessos.

Quem precisa pegar metrô para se locomover também enfrentou dificuldades. Comunicado emitido nas redes sociais da empresa informava que os trens trafegavam apenas até a Estação da Praça do Relógio, pois havia “um alagamento dos trilhos na área da Estação Onoyama, em Taguatinga”.

Ainda segundo o órgão, uma equipe de manutenção foi deslocada para o local. Por volta das 18h30, a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) informou que a circulação foi liberada na Estação Onoyama, mas com restrição de velocidade.

Em Samambaia, a circulação dos trens era normal. No entanto, para Ceilândia, as composições circulavam só até a Estação Concessionárias. A fila para comprar bilhetes na Rodoviária do Plano Piloto chegou a 80 metros.

Confira os registros dos brasilienses: 

Últimas notícias