*
 

Pela segunda vez na semana, a umidade relativa do ar ficou abaixo de 30% no Distrito Federal. O menor índice registrado nesta sexta-feira (6/7) foi de 28%, na Ponte Alta do Gama. A Defesa Civil decretou estado de alerta. Na terça (3), o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu “alerta amarelo”, depois que a umidade chegou a 23% nas horas mais quentes do dia no DF.

Com o sinal de alerta ligado, os brasilienses devem redobrar o cuidado com a saúde, se hidratar e evitar exercícios físicos nas horas mais quentes do dia: entre as 11h e as 15h.

De acordo com o Inmet, todas as estações de medição da umidade do ar registraram níveis inferiores ao considerado ideal para o organismo humano pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que gira entre 40% e 70%. Em Brazlândia, ficou em 31%; no Paranoá, 34%.

Junto com a umidade, as temperaturas também vêm despencando no DF. A mínima registrada nesta madrugada foi de 10°C e a máxima, de 24.9°C. Na última terça (3), os termômetros marcaram 9°C e sensação térmica de 8°C.

Fique atento!

Entre 21% e 30% (estado de atenção)

  • Evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11h e 15h;
  • Umidificar o ambiente por meio de vaporizadores, toalhas molhadas e recipientes com água;
  • Consumir água à vontade.

Entre 12% e 20% (estado de alerta)

  • Observar as recomendações do estado de atenção;
  • Suprimir exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10h e 16h;
  • Evitar aglomerações em ambientes fechados;
  • Usar soro fisiológico nos olhos e nas narinas.

Abaixo de 12% (estado de emergência)

  • Observar as recomendações para os estados de atenção e de alerta;
  • Interromper qualquer atividade ao ar livre entre 10h e 16h, como aulas de educação física, coleta de lixo, entrega de correspondência, etc;
  • Durante as tardes, manter os ambientes internos úmidos, principalmente quartos de criança, hospitais, etc.