*
 

A umidade menor que 30% nesta terça-feira (3/7) levou o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) a emitir “alerta amarelo”. Isso quer dizer que os brasilienses devem tomar mais cuidado com a saúde, especialmente nas horas mais quentes do dia.

Até as 14h40, os meteorologistas registraram umidade de 24%, na estação do Sudoeste, e 23% na de Águas Emendadas, no fim da Asa Norte. O tempo está mais seco e gelado.

Nesta terça, os termômetros voltaram a cair. Por volta das 7h, a temperatura registrada ficou em 9ºC, em Águas Emendadas. Por conta do vento mais forte, a sensação térmica foi mais baixa ainda: 8ºC.

De acordo com o meteorologista Mamedes Luiz Melo, o tempo frio é característico do inverno –a estação começou em 21 de junho. A expectativa é de que as temperaturas comecem a baixar gradativamente.

“No último fim de semana, aqueceu. De hoje [terça] até sexta-feira, a tendência é de que os termômetros registrem índices menores”, explicou.

A estação também deve ser marcada pelo tempo seco. Não há previsão de chuva. Nesta terça (3), o céu ficará entre claro e parcialmente nublado. A umidade relativa do ar vai variar entre 90% e 20%. Os termômetros podem marcar até 28°C ao longo do dia.

Fique atento!

Entre 21% e 30% (estado de atenção)

  • Evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11h e 15h;
  • Umidificar o ambiente por meio de vaporizadores, toalhas molhadas e recipientes com água;
  • Consumir água à vontade.

Entre 12% e 20% (estado de alerta)

  • Observar as recomendações do estado de atenção;
  • Suprimir exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10h e 16h;
  • Evitar aglomerações em ambientes fechados;
  • Usar soro fisiológico nos olhos e nas narinas.

Abaixo de 12% (estado de emergência)

  • Observar as recomendações para os estados de atenção e de alerta;
  • Interromper qualquer atividade ao ar livre entre 10h e 16h, como aulas de educação física, coleta de lixo, entrega de correspondência, etc;
  • Durante as tardes, manter os ambientes internos úmidos, principalmente quartos de criança, hospitais, etc.