Boa notícia: Inmet prevê mais chuva hoje no DF

Na noite de quarta-feira (25/09/2019), moradores de diversas regiões registraram a chuva que interrompeu longo período de seca

André Borges/Especial para o MetrópolesAndré Borges/Especial para o Metrópoles

atualizado 26/09/2019 9:30

Após a chuvinha que interrompeu o longo período de seca no DF, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) tem outra boa notícia para esta quinta-feira (26/09/2019). Com o tempo nublado e temperatura mais amena, que fizeram os brasilienses tirarem os casacos do armário, pode volta a chover nesta tarde. A mínima registrada é de 20ºC e a máxima, porém, deve chegar a 32ºC. A umidade também pode ficar um pouco mais alta que as últimas duas semanas. A mínima prevista é de 25%.

De acordo com a meteorologista Andrea Ramos, a manhã desta quinta será de tempo nublado, enquanto a tarde pode trazer pancadas de chuva e trovoadas. Segundo ela, a temperatura mais baixa é resultado dos ventos frios que vêm do Nordeste.

Nesta quarta, o Inmet registrou 3,4 milímetros de precipitação na estação de Brasília e 0,6 no Paranoá. As outras estações não computaram índices significativos.

Leitores enviaram à redação do Metrópoles fotos e vídeos com registros de chuva em diversos locais do Distrito Federal. Águas Claras, Ceilândia, Samambaia e Taguatinga Norte foram alguns desses lugares.

Segundo o Inmet, o dia correu com menos calor e mais umidade. No Distrito Federal, a maior temperatura registrada foi de 31,8°C, enquanto o menor índice de umidade foi de 24%.

Veja fotos da Asa Norte

 

De acordo com o órgão, o clima está mais ameno e a umidade também subiu nos últimos dias, após a capital da República atingir recorde de calor em 2019. A temperatura chegou a 36,2ºC no último sábado (21/09/2019). Foram 114 dias sem uma gota de chuva na capital.

O Corpo de Bombeiros informa que, até esta quarta, atendeu 8.674 ocorrências de incêndio em vegetação, com área queimada de 11.468 hectares. Em todo o ano de 2018, os militares computaram 6.483 ocorrências desta natureza que consumiram 7.642 hectares.

Em setembro de 2018, os Bombeiros receberam 1.836 chamados e a área queimada foi de 3.516 hectares. “Até o dia 25 de setembro de 2019, atendemos 2.803 incêndios em vegetação, que consumiram 4.800 hectares”, destacou a corporação.

Últimas notícias