CLDF aprova em segundo turno a criação da procuradoria do idoso

A Pro 60+ será responsável pela defesa do Estatuto do Idoso e por investigar denúncias de maus tratos e crimes contra pessoas idosas

atualizado 28/10/2020 19:51

CLDFRafaela Felicciano/Metrópoles

A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) aprovou, nesta quarta-feira (28/10), em 2º turno, a criação da Procuradoria Especial de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa.

A Pro 60+ terá a missão de zelar pelo Estatuto do Idoso no DF. Além disso, deverá receber e investigar denúncias de crimes e abusos contra a população idosa.

O Projeto de Resolução é de autoria do deputado distrital Valdelino Barcelos (PP). A cada dois anos, o presidente da CLDF deverá designar um deputado procurador-geral e outro adjunto para a representação.

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), registrou, de janeiro a agosto deste ano, 2.650 ocorrências de crimes contra os idosos.

Conforme levantamento obtido pelo Metrópoles, houve um aumento de 102,4% de casos, em comparação com o mesmo período de 2019, quando 1.309 situações foram registradas.

 

0

Segundo o levantamento, as idosas são as maiores vítimas da violência. Elas sofreram em 51,7% dos casos contabilizados.

Caso tenha informações sobre maus-tratos à pessoa idosa no DF, acione os seguintes órgãos:

  • GDF: 162
  • Ouvidoria da Defensoria Pública: 2196-4600
  • Direitos Humanos: Disque 100
  • Polícia Civil do DF: 197

Últimas notícias