Casal chefiava tráfico de drogas e alugava armas para criminosos no DF

Os policiais cumpriram 13 mandados de busca e apreensão na região administrativa de Ceilândia, que resultaram na prisão de cinco suspeitos

atualizado 08/10/2020 11:42

droga apreendidaReprodução/PCDF

A Coordenação de Repressão às Drogas (Cord) da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) deflagrou operação, nesta quinta-feira (8/10), para desarticular uma associação criminosa especializada em tráfico de drogas, em Ceilândia. O grupo era chefiado por um casal que usava uma residência para processar cocaína, manter o pó estocado e realizar a venda. Os criminosos também mantinham um esquema clandestino de aluguel de armas fogo para ladrões e homicidas.

Os policiais cumpriram 13 mandados de busca e apreensão em  Ceilândia, que resultaram na prisão de cinco suspeitos pelos crimes de tráfico de drogas e associação. Monitorada há três meses pela Cord, a quadrilha mantinha divisões de tarefas. O casal ficava responsável pela contabilidade da droga vendida e pelo preparo da cocaína. Ambos também disponibilizavam armas de fogo para criminosos que quisessem alugá-las para cometer crimes.

Durante a investigação, a PCDF identificou que o entorpecente preparado pelo casal permanecia na residência de um dos suspeitos presos. “Ele era responsável pela venda a outros pequenos traficantes de Ceilândia e exercia a função de armazenar toda a droga da associação criminosa, bem como de outros pequenos traficantes de Ceilândia”, explicou o diretor da Cord, delegado Rogério Rezende.

Na ação, foram apreendidos um carregador de pistola, diversas munições, um revólver calibre 38 municiado, com seis munições intactas, colete balístico, vários telefones celulares, uma máscara destinada ao preparo da cocaína, uma granada de uso militar desativada, várias porções de cocaína prontas para difusão ilícita, porções de maconha, um veículo de alto luxo e uma motocicleta esportiva, além de cerca de 500g de cocaína, diversas porções de maconha, uma grande pedra de crack e, ainda, a quantia aproximada de R$ 10 mil em dinheiro.

Esta é a terceira fase de um trabalho investigativo realizado pela Cord na região administrativa de Ceilândia. Nas duas anteriores, 10 indivíduos foram presos, com cerca de 10kg de cocaína, entre outras drogas e veículos.

Últimas notícias