Brasilienses descumprem isolamento e organizam festa “Maldita da Xereca”

Polícia Militar foi até o local do evento e orientou os organizadores a encerrarem a atração em função do risco de contágio

atualizado 02/05/2020 13:53

Polícia Militar do DF revista supostos frequentadores de festa durante pandemia do coronavírusReprodução/Redes sociais

Mesmo diante do crescimento vertiginoso de casos de coronavírus no Distrito Federal, brasilienses insistem em descumprir medidas de isolamento adotadas pelo Executivo local para frear o avanço da Covid-19 na capital. Há quem, inclusive, se arrisque em realizar uma festa em plena pandemia.

O caso ocorreu nessa sexta-feira (01/05), no Itapoã. No convite para a festa “Sexta-feira Maldita da Xereca”, os organizadores pedem: “Bora sair da quarentena e truvar na paz [sic]”.

0

A mensagem, encaminhada via grupos de WhatsApp, marcava hora e local para o evento clandestino, e anunciava as atrações.

Era cobrada entrada de R$ 10 apenas para homens. Mulheres entravam de graça. “Não é porque você conhece os donos do frevo [sic] que vai entrar de graça”, dizia o aviso dos organizadores.

Acionada, a Polícia Militar do DF (PMDF) foi até o local da festa. Segundo a corporação, os participantes do evento foram todos revistados (foto em destaque). Ninguém precisou ser detido.

Como não há crime previsto para quem descumpre as medidas de isolamento do Governo do DF, a Polícia Militar apenas orientou os organizadores a encerrarem o evento pela aglomeração no local.

Últimas notícias