Bênção on-line e lives privadas de cantores: o novo jeito de se casar no DF

Muitos casais apaixonados, com casamento marcado em 2020, tiveram que se reinventar para não impedir que o amor fosse celebrado na pandemia

atualizado 20/06/2020 11:27

Imagem cedida ao Metrópoles

A pandemia do novo coronavírus tem afetado o mundo das mais diversas maneiras, e quem planejava se casar neste ano não foi poupado. Até mesmo os casais mais otimistas e esperançosos precisaram reconsiderar as expectativas sobre a cerimônia em 2020.

Desde que os primeiros casos de pessoas infectadas com a Covid-19 começaram a ser notificados na capital da República, cartórios e o mercado de eventos ficaram em alerta. As celebrações começaram a ser adaptadas com a determinação de isolamento social, mas, na sequência, a Justiça decidiu fechar os cartórios no DF de 20 de março até 30 de abril. A determinação foi para que apenas casos urgentes fossem atendidos.

Assim, muitos noivos adiaram o sonho e preferiram remarcar as festas por medo da doença. Empresas do ramo receberam diversos pedidos de cancelamento de eventos dessa modalidade e grandes festas. Outros casais, no entanto, que não se imaginavam esperando mais pelo tão sonhado momento do “sim”, optaram por não desistir. Precisaram agir rápido, pensar em alternativas e adaptar os planos.

Os cartórios publicaram uma série de regras para a realização dos casamentos durante a pandemia, como o uso obrigatório de máscaras de proteção facial, higienização das mãos com álcool em gel e a presença de apenas duas testemunhas a cada cerimônia. Além disso, começaram a transmitir os casórios, em tempo real, em suas redes sociais.

Temporada de lives

Juntos há 12 anos, o músico Anderson Azevedo Gonçalves, o MC Bockaum, de 37 anos, e a professora Pammela Hayana Almeida do Nascimento, 33, programavam a festa deles desde novembro do ano passado.

Os dois ficaram noivos com direito a pedido no palco, durante um show de Bockaum no Na Praia, em julho de 2019. A cerimônia religiosa iria ocorrer na Catedral, no último 12 de junho, Dias dos Namorados, seguida por um evento em uma mansão do Park Way para 500 convidados.

Mesmo com a quarentena, eles optaram por não esperar e bancaram a data, por ser um dia simbólico. Contudo, abriram mão da presença de convidados. O casamento acabou atingindo muito mais amigos e familiares do casal do que o que a festa conseguiria: foram mais de 3 mil visualizações na live que fizeram do evento, transmitida em uma rede social ao vivo.

“A gente não queria deixar ninguém de fora. Mantivemos todo o cenário do evento e fizemos uma festa virtual, de maneira que todos pudessem curtir conosco. O resultado foi incrível. Todos acompanharam na conta do Youtube dele”, explicou Pammela.

Assista a live do casamento do MC Bockaum com Pammela:

 

 

Presencialmente, só estavam no casório os pais dos noivos; os irmãos, como testemunhas, e a juíza de paz. Depois dos votos, ocorreu a live do show completo do músico com participações virtuais: entre elas, os cantores igão, dos Raimundos, Buchecha, Maisa Lameira – que é irmã do noivo – e Adriana Samartini.

“Nós contamos com o apoio de muitas empresas parceiras que virão a oportunidade de estar se movimentando no mercado, já que estão todos paradas. A gente considera que o amor supera tudo, até a própria pandemia”, disse Anderson. “Foi gratificante. As pessoas se vestiram a caráter, curtiram como se estivessem lá, se emocionaram e ficaram o tempo inteiro interagindo com a gente. Nos sentimos completos. Mas pretendemos unir todos os nossos amigos quando tudo isso passar”, garantiu o MC.

Confira as fotos da celebração: 

0
Consagração das alianças

Com criatividade, a auxiliar médica Bruna Marianne Rodrigues Saboia e o arquiteto Lucas Eduardo Ribeiro (foto em destaque), ambos com 24 anos, também preferiram manter tudo o que estava preparado para o casamento em 2020.

Eles contaram com a ajuda dos membros da igreja para que todos os familiares e amigos participassem desse momento especial na vida deles. O pastor sênior da Comunidade Casa de Paz, Moisés Nogueira de Faria, 41, realizou uma pré-cerimônia de benção das alianças, às vésperas do casamento no civil.

“A gente já tinha programado para fazer isso com a família, antes da pandemia. Como entre os convidados tinha idosos e ninguém poderia comparecer, fizemos uma transmissão ao vivo da consagração das alianças, que ocorreu no sábado anterior ao ‘sim’. Eles se casaram numa segunda-feira”, explicou o pastor. “As famílias adoraram porque puderam acompanhar ao vivo. Foi muito legal. Fizemos um bolo e celebramos esse momento importante”, completou Moisés.

Assista à benção das alianças:

 

No dia do casamento civil, no cartório Colorado, só um representante de cada lado compareceu, como determinam as novas regras para funcionamento dos ofícios. Veja a celebração aqui. Bruna e Lucas tiveram que traçar uma nova estratégia para realizar o casamento e ele ser tão especial como pretendiam antes da pandemia. A data estava marcada para 22 de abril e, no dia seguinte, o casal viajaria em lua de mel para Maceió (AL).

“Como os cartórios fecharam, tivemos que remarcar para 1º de junho e queríamos algo para que a nossa família estivesse perto. Já tínhamos sido informados de que, presencialmente, só poderiam ir conosco apenas duas testemunhas”, relatou Bruna.

“Substituímos as testemunhas pelas nossas mães e também o nosso filho, Davi Lucca, de 3 aninhos. A minha sogra, inclusive, fez as nossas máscaras. Nosso pastor entrou em cena e fez a transmissão ao vivo. Foi uma surpresa muito especial. Recebemos mensagens de amigos e parentes queridos”, comentou Lucas.

Confira os clicks: 

0

 

Como não pôde ir ao salão de beleza, Bruna contou com a ajuda da mãe do noivo e da cunhada para se arrumar em casa. “Fiz minha própria maquiagem e o penteado com a minha cunhada e a minha sogra. As fotos foram improvisadas, e deu tudo certo. Foi muito importante e especial esse momento pra gente”, garantiu ela. A viagem de lua de mel ainda não tem data para acontecer.

“O sonho foi adiado e aguardamos ansiosos para remarcar [a viagem]. O mais estranho foi casar de máscara. Apesar de tudo, foi muito importante essa celebração. Vai ficar para sempre nas nossas memórias”, concluiu o jovem.

Depoimento do casal:

Fernando e Carliane

Fernando Antônio, 38, e Carliane Angélica, 32, formam um dos casais que encontraram uma alternativa à impossibilidade de celebrarem o casamento com os entes queridos. Depois de 2 anos e 5 meses juntos, a gerente de loja e o comerciário não abriram mão de uma cerimônia antes de se mudarem da casa dos pais para o apartamento deles.

A festa estava marcada para 16 de abril, durante a qual seriam realizadas as cerimônias civil e religiosa com 200 convidados por testemunhas. Com a pandemia e as recomendações para cancelamento de eventos, a data foi remarcada para 13 de agosto, a depender do novo cenário da Covid-19.

Contudo, como já tinham dado entrada no casamento civil, o cartório deu até o dia 15 de junho para eles oficializarem a união. Os dois, assim como o casal Anderson e Pammela, casaram-se no civil no Dia dos Namorados.

“Para não passar batido, fizemos uma celebração simples, no nosso apartamento, só com a família. No cartório, só pôde entrar os noivos e uma testemunha de cada, além da minha filha. Tudo foi feito com máscaras, distanciamento entre os presentes e uso do álcool em gel. Da entrada ao beijo, fizemos com a proteção facial. Foi transmitido ao vivo”, explicou Carliane.

Veja a transmissão do casamento realizado em um cartório de Taguatinga: 

 

Agora, a expectativa maior é para a tão sonhada festa. O dia em que a noiva poderá usar o seu vestido branco e comemorar com tudo o que tem direito.

“Eu estou muito ansiosa e confesso que ainda tenho medo de não acontecer em agosto. A gente está percebendo que não há tanta mudança no passar dos dias e talvez tenha que ficar para 2021. Estamos muito felizes com o nosso momento e otimistas. Cancelar, a gente não vai”, assegurou Carliane. “Tivemos todo um trabalho com a escolha de lembrancinhas e os contratos com fornecedores. Entendemos que eles também foram prejudicados e precisam da gente”, concluiu.

Confira as fotos feitas no cartório: 

0
Funcionamento dos cartórios

De acordo com Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), a Corregedoria da Justiça do DF prorrogou até o dia 31 de julho de 2020 a vigência das disposições relativas ao funcionamento das serventias extrajudiciais do DF durante o período de pandemia.

Segundo as regras, “a cerimônia de casamento civil poderá ser realizada desde que, previamente informados, os interessados aceitem que, no ato da celebração, estejam fisicamente presentes apenas os nubentes e as testemunhas, sem prejuízo da transmissão, em tempo real, por meio virtual, para outras pessoas, o que deverá ser providenciado pelo ofício, observadas também as demais regras de segurança previstas nas normas expedidas pelo órgão e pelas autoridades públicas de saúde”.

A cerimônia é celebrada por juiz de paz e é preciso intervalo mínimo de uma hora entre as celebrações, se houver várias no mesmo dia, para a higienização do ambiente e evitar aglomerações.

Últimas notícias