Avô das gêmeas siamesas Mel e Lis morre vítima de Covid-19 no DF

Vice-presidente da Associação da Feira dos Importados, Edilson Neves tinha 50 anos e não resistiu à doença

atualizado 10/08/2020 9:19

Instagram/Reprodução

Edilson Neves, avô das gêmeas siamesas Mel e Lis, morreu neste domingo (9/8), aos 50 anos, devido a complicações da Covid-19.

Mais cedo, a mãe das crianças, Camilla Neves, publicou, no Instagram, uma homenagem ao pai, com os seguintes dizeres: “Já já você tá aqui com a gente de volta pai, comemorando a vida”.

Neves era vice-presidente da Associação da Feira dos Importados, no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA).

Veja o post:

Post da mãe das gêmeas Mel e Lis feito no domingo do Dia dos Pais

 

Mel e Lis nasceram com parte dos crânios grudados. A cirurgia que separou as duas completou um ano em 27 de abril passado. O caminho de recuperação após a cirurgia foi longo. A família frequentou constantemente o hospital por seis meses. E as gêmeas foram recebendo alta em praticamente todos os procedimentos que faziam.

Os casos de gêmeos siameses são bastante raros e, entre eles, os unidos pelas cabeças são ainda mais incomuns. Na literatura médica internacional, a situação das brasilienses é a 10ª indicação para procedimento operatório.

A cirurgia de extrema complexidade realizada nas gêmeas foi dividida em 36 etapas, entre as 6h30 do dia 27 e as 2h30 de 28 de abril de 2019. O sucesso foi intensamente comemorado pelos pais das crianças e pela equipe do Hospital da Criança de Brasília.

0

Últimas notícias