Após invasão, caixas d’água do Mané Garrincha são vistoriadas

Concessionária responsável pelo estádio solicitou laudo técnico e descartou contaminação no abastecimento

Jacqueline Lisboa/Esp. MetrópolesJacqueline Lisboa/Esp. Metrópoles

atualizado 14/02/2020 20:07

Responsável pela gestão do Mané Garrincha, a Arena BSB informou, nesta sexta-feira (14/02/2020), que solicitou vistoria em duas caixas d’água que alimentam o estádio, onde haverá o jogo entre Flamengo e Athletico Paranaense neste domingo (16/02/2020).

A gestora do Mané afirmou que não há risco de contaminação. Em nota, disse que um cadeado que restringia o acesso à sala onde estavam as caixas teria sido violado e, por isso, a concessionária optou por realizar uma análise acerca da qualidade do recurso.

O episódio foi reportado à Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). Segundo a Arena BSB, os registros de saída dessas caixas estão fechados e “não serão abertos até o recebimento dos laudos”. O sistema hídrico do Mané conta com mais 14 compartimentos para abastecimento do local.

O jogo

O embate entre os rubro-negros carioca e paranaense marca a reedição da Supercopa do Brasil, após 28 anos. O Flamengo se classificou para o duelo após vencer o Campeonato Brasileiro de 2019, enquanto o Athletico sagrou-se campeão da Copa do Brasil, no mesmo ano.

A partida terá início às 11h de domingo. Já são mais de 45 mil ingressos vendidos para o duelo. Além de disputarem o primeiro título nacional da próxima temporada, os dois clubes dividirão uma premiação total de R$ 7 milhões, sendo R$ 5 milhões para o campeão e R$ 2 milhões para o vice.

Últimas notícias