Após denúncia, BPMA autua jovem por criação irregular de cobras no DF

Duas serpentes foram localizadas na casa do rapaz na quadra 205 do Setor Residencial Oeste, em São Sebastião

atualizado 12/07/2020 8:58

Divulgação/PCDF

Um jovem de 20 anos foi autuado por criação irregular de animais silvestres na tarde desse sábado (11/7), na quadra 205 do Residencial Oeste, em São Sebastião. O flagrante ocorreu após denúncias de que na casa havia criação de cobras.

Na residência, a moradora permitiu a entrada dos policiais militares. No sótão, a equipe do Batalhão de Polícia Militar ambiental (BPMA) localizou duas serpentes em uma caixa.

Uma jiboia (boa constrictor) e um de cobra-do-milho (pantherophis guttatus), ambas aparentemente em bom estado de saúde física. As cobras não são peçonhentas e são nativas do Brasil.

Questionada sobre a propriedade dos animais, a mulher informou que pertenciam ao filho dela. Segundo o jovem, ele teria comprado as cobras pela internet há alguns anos.

0

Diante disso, foi lavrado Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), com base no artigo 29, da Lei 9.605/98, pelo crime de posse ilegal de animais silvestres. As serpentes foram encaminhadas ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Ibama.

PCDF

Policiais civis da 14ª Delegacia de Polícia (Gama), em operação de cumprimento de mandado de busca e apreensão na manhã deste sábado (11/7), localizaram e apreenderam mais uma cobra do estudante de medicina veterinária picado por uma cobra Naja na última terça-feira (7/7).

Segundo informações da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), o animal, uma jiboia arco-íris, estava escondido em um apartamento no Guará II, onde também foram localizados diversos ratos que seriam criados para servir de alimento à cobra. Um casco de tatu também acabou apreendido.

De acordo com apuração preliminar, os animais teriam sido deixados no apartamento pelo amigo do jovem que sofreu o acidente com a serpente. O mesmo colega que também estaria vinculado à ocultação das outras 17 serpentes localizadas em várias regiões do DF nos últimos dias. A ação foi batizada de Operação Snake.

Mais lidas
Últimas notícias