Aeroporto de Brasília retoma voos para Portugal e amplia ao Panamá

Suspensão das viagens direta a Lisboa havia sido decretada em fevereiro, devido o agravamento da Covid-19 no Brasil

atualizado 19/04/2021 13:24

avião da TAPJosé Roberto/Divulgação

Suspensos em fevereiro devido ao agravamento de casos da Covid-19, os voos diretos do Aeroporto Internacional de Brasília para Portugal serão retomados a partir de quarta-feira (21/4). Além disso, as viagens para o Panamá serão ampliadas. As informações foram divulgadas pela Inframerica, responsável pela administração do terminal aéreo.

Os voos para Lisboa são operados pela companhia aérea TAP Air Portugal. A retomada das rotas ocorre após o governo português autorizar a entrada de brasileiros no país em casos essenciais. Agora, as viagens voltam a ser realizadas com duas frequências semanais, chegadas nas terças e sábados, às 5h e partidas quartas e domingos, às 21h30.

No entanto, os passageiros deverão apresentar teste negativo para Covid-19, feito em até 72 horas antes do voo, e, ao chegar em terras lusitanas, cumprir quarentena de 14 dias.

0
Ampliação

Já sobre o destino Panamá, a Copa Airlines anunciou a ampliação de duas viagens semanais para três. Dessa forma, os voos chegam em Brasília as segundas, sextas e sábados às 23h45. E partem da capital federal as terças, sábados e domingos, às 2h30.

Por conta da pandemia, a empresa chegou a ficar oito meses sem operar no terminal brasiliense, mas em outubro retomou os voos.

Protocolos sanitários

De acordo com a Inframerica, administradora do aeroporto, diversas medidas preventivas contra a Covid-19 vêm sendo tomadas, o que se intensificará com a reabertura da área internacional.

O espaço recebeu a sinalização necessária para manter o distanciamento social, estações de álcool gel foram distribuídos em todo o percurso do passageiro e os bombeiros civis da concessionária vão medir a temperatura de quem embarca e desembarca em Brasília.

Os produtos sanitários utilizados para limpeza do aeroporto são os mesmo aplicados em unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) de hospitais.

Cabe ressaltar, ainda, que a utilização de máscaras nas aeronaves é obrigatória. O não uso pode acarretar em impedimento do passageiro de embarcar no voo.

Últimas notícias