Laboratório chinês nega acusações de ter espalhado o coronavírus

Donald Trump disse que o governo americano está investigando a possibilidade de a infecção ter se iniciado num laboratório de Wuhan

Unsplash/Divulgação

atualizado 19/04/2020 9:05

O laboratório de segurança máxima da cidade de Wuhan, na China, negou que teria iniciado a pandemia do novo coronavírus. Em entrevista coletiva, Yuan Zhiming, diretor da instituição, afirmou: “É impossível que este vírus venha de nós”.

Na última sexta-feira (17/04), o presidente dos Estados Unidos Donald Trump afirmou que o governo americano está investigando a possibilidade de a transmissão da doença ter se originado no instituto de virologia da cidade chinesa. Questionado por um jornalista, ele disse que “mais e mais, vem ouvindo essas histórias”.

O laboratório está investigando a doença em morcegos, animais suspeitos de transmitir o vírus: foi daí que se originou a hipótese de que algum funcionário da instituição teria se contaminado sem querer e levado o vírus à frente.

Zhiming alega que nenhum dos trabalhadores da casa foi infectado, enquanto o porta-voz do governo chinês disse que a intenção de Trump é “confundir o público”.

Últimas notícias