*
 

Servidoras públicas de outros órgãos nomeadas para ocupar cargo no Ministério Público da União (MPU) durante a licença-maternidade não precisarão mais esperar o fim do afastamento para tomar posse. De acordo com o Parecer nº 175/2018/Conjur, a funcionária poderá optar pela posse até 30 dias depois da nomeação ou após o término da licença.

O novo posicionamento segue entendimento da Advocacia-Geral da União (AGU). Antes, a servidora deveria esperar o fim da licença para tomar posse no MPU, o que poderia prejudicá-la financeiramente. Se decidir assumir o cargo, usufruirá o período restante da licença na nova função. (Com informações do MPF)