Secretaria de Fazenda do DF adia concurso para auditor fiscal

Previsão de lançamento era para a última sexta-feira, mas o certame passará por reedição e é alvo de estudos para ampliação de vagas

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 21/05/2019 22:47

O edital para concurso de auditor fiscal da Secretaria de Fazenda, Planejamento, Orçamento e Gestão do Distrito Federal (SEFP-DF) – antiga Sefaz-DF – será adiado. A previsão de lançamento era para a última sexta-feira (17/05/2019), mas o certame passará por reedição. O secretário da pasta, André Clemente, afirmou ao Metrópoles que solicitou estudos de impacto para ampliação do número de vagas.

“O concurso é uma prioridade para o governo. Desde que comandei a Fazenda, em 2010, já era uma bandeira minha, mas nenhum sucessor conseguiu concluir. Nossa meta agora é liberar a seleção de novos auditores, que ajudarão o DF no trabalho para melhorar a arrecadação fiscal”, afirmou.

Na semana passada, o governo anunciou a publicação do edital de concurso para 120 vagas, sendo 40 imediatas e 80 para cadastro reserva. O salário inicial previsto é de R$ 14.970. Contudo, com a nova deliberação, a secretaria ainda avalia se amplia os postos de trabalho no atual edital, que está em fase final de implementação, ou se abre, até o fim do ano, outro certame para completar a carência de servidores.

Segundo a pasta, atualmente o déficit no Governo do Distrito Federal (GDF) é de 571 auditores fiscais. Contudo, explica Clemente, o GDF não preencherá todas as vagas. “Hoje, a tecnologia e inovação nos permitem a redução da máquina pública e resultados melhores”, completou.

Últimas notícias