Governo do RN aumenta remunerações em concurso da Polícia Civil do estado

A oferta será de 301 vagas e, de acordo com a autorização, o prazo para publicação do edital vai até 12 de setembro

atualizado 07/05/2020 22:36

O novo concurso da Polícia Civil do Rio Grande do Norte (PCRN) conta, agora, com mais um atrativo. Nessa quarta-feira (06/05), o governo do estado sancionou lei que reestrutura as carreiras. Com isso, haverá melhoria salarial na categoria.

De acordo com as últimas informações divulgadas pela Associação dos Delegados de Polícia do Rio Grande do Norte (Adepol-RN), o projeto básico da seleção já está pronto.

A entidade explica que o documento foi encaminhado para a delegacia-geral e, agora, deve ser enviado às bancas organizadoras. Somente após a confirmação da empresa poderá ser definida a data de liberação do edital de abertura de inscrições.

A oferta será de 301 vagas e, de acordo com a autorização, o prazo para publicação do edital vai até 12 de setembro. Do total, 41 postos serão para o cargo de delegado de polícia, 26 para escrivão e 234 para agente.

De acordo com a nova lei, as carreiras dos três cargos passam a contar com sete níveis: substituto, classes 1, 2, 3 e 4, especial e sênior.

Para os três cargos é necessário possuir formação de nível superior. Para escrivão e agente é necessário possuir formação em qualquer área e, para delegado, formação em direito.

A remuneração inicial do delegado chega a R$ 15.288, já considerando benefícios. Para os outros dois cargos, a remuneração inicial é de R$ 3.755, todos com jornada de 40 horas semanais.

Com a nova lei, no caso de delegado, o inicial, a partir de novembro, passará a ser de R$ 16.670,59. Posteriormente, os valores passarão a ser R$ 19.171,18; R$ 20.129,74; R$ 21.136,23;  R$ 22.193,04; R$ 23.302,70 e R$ 25.632,97,

Para investigador e escrivão, o inicial passa para R$ 4.731,91, passando posteriormente para R$ 5.394,38, R$ 6.149,59; R$ 7.010,53; R$ 8.013,04; R$ 9.158,90 e R$ 10.468,63.

0
Últimas notícias