Brigadistas florestais têm até quarta para entregar documentos ao Ibram

Candidatos fizeram agendamento pela internet e estão sendo atendidos por instituto, que faz contratação temporária de 148 profissionais

atualizado 13/07/2020 21:46

CBMDF/Divulgação

Começou nesta segunda-feira (13/7) e vai até a próxima quarta (15/7) o prazo para candidatos a brigadistas florestais entregarem documentação para contratação temporária junto ao Instituto Brasília Ambiental (Ibram).

Os candidatos classificados no processo seletivo serão atendidos por turno – uma média de 50 por dia, em atendimentos já agendados em plataforma on-line. A medida visa assegurar a segurança dos participantes da seleção durante a pandemia do novo coronavírus.

Os profissionais que concluírem todas as etapas do processo atuarão em unidades de conservação e parques ecológicos sob a coordenação da Diretoria de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (DPCIF) do Brasília Ambiental. A ação faz parte do Plano de Prevenção de Combate aos Incêndios Florestais (PPCIF), da Secretaria do Meio Ambiente (Sema).

Para este ano, a seleção conta com um aumento de 48% no número de vagas ofertadas em comparação com o ano anterior.

Ao todo serão 148 vagas para atuar até 30 de novembro, das quais 120 para brigadistas florestais combatentes, 24 para chefes de brigada e quatro para supervisores de brigada.

Essa contratação é uma das ações do governo, a fim de evitar e combater incêndios nas unidades de conservação espalhadas pelo DF.

0
Como proceder?

Os candidatos classificados deverão comparecer, entre 13 e 15 de julho, à Central de Atendimento ao Cidadão (CAC) do Brasília Ambiental, no horário de 9h às 12h ou de 13h30 às 16h30, de acordo com as escolha do candidato após agendamento on-line. Mais informações aqui.

Segundo o diretor do DPCIF, Pedro Cardoso, todos os cuidados foram tomados para que a entrega dos documentos e sua posterior assinatura, assim como o recebimento dos equipamentos de proteção individual (EPIs), sejam feitos de forma rápida. “Por isso, optou-se por agendamento, em que os brigadistas florestais têm dia e horário para vir ao Brasília Ambiental, evitando, assim, aglomerações”, explicou Pedro.

Últimas notícias