Deixe os tabus do lado de fora e pode entrar. Tudo sobre sexo, para você gozar a vida.

Três novidades imperdíveis na web para explorar e vivenciar a sexualidade

Conheça plataformas, aplicativos e comunidades que permitem aprender sobre sexo, falar sobre prazer, comprar sex toy e vender fotos quentes

atualizado 15/10/2021 20:22

O mundo da sexualidade está sempre em evolução. Assuntos que por muito tempo foram tabus, começam a ganhar espaço em debates, em plataformas digitais e até em comunidades voltadas para a discussão dos mais diversos assuntos.

Não se pode negar que vivemos uma revolução na busca do prazer. E a cada dia, a tecnologia trabalha a favor do orgasmo e do bem estar sexual. Não muito tempo atrás, falar de sexo era “coisa de homem” e as mulheres reservavam este assunto apenas para debates mais discretos com amigas.

Atualmente, as mulheres começam a cobrar a conta, e reivindicar o tempo perdido no mundo do sexo. A ex-bbb, Marcela Mc Gowan, lançou recentemente um livro sobre o assunto, afirmando que não há empoderamento sem falar de sexualidade feminina: “Nosso prazer foi roubado ao longo dos anos, não permitiram que a gente falasse e compreendesse o assunto. Nossa sexualidade nos foi tirada. Caladas e silenciadas por tanto tempo”, defendeu a ginecologista, em entrevista à Pouca Vergonha.

Explorar, vivenciar e vibrar a sexualidade tornou-se urgente. Os avanços tecnológicos possibilitou a mulher a descobrir o próprio prazer e ter autoconhecimento. Mas liberdade sexual não se trata apenas de prazer físico, é preciso ter uma rede de apoio para contar quando surgem as dúvidas, compartilhar prazeres e as dores das descobertas. 

Por isso, a Pouca Vergonha apresenta três diferentes plataformas para você aprender, se informar, vivenciar sua sexualidade, se excitar e ter muito prazer. Plataformas e ferramentas lideradas por mulheres e pensadas para mulheres: conheça a Share Your Sex, Pantynova e Buupe.

0
Share Your Sex

Para quem procura uma comunidade segura para chamar de sua e dividir delícias, dúvidas, e ter muito prazer com áudios eróticos, o SYS é a plataforma ideal. O grupo é 100% voltado para mulheres para falar sobre sexo, sexualidade e saúde da mulher: “O propósito é ajudar as mulheres a se empoderar por meio da educação sexual, autoconhecimento e liberdade”, conta Mariah Prado, fundadora da Share Your Sex.

O grupo que nasceu em 2015, e era secreto no Facebook, viu a comunidade crescer e ganhar um espaço próprio para falar abertamente de sexualidade. Em junho deste ano nasceu o aplicativo SYS: “A ideia é ter um espaço de acolhimento para mulheres, onde falamos de sexo, de educação sexual e fetiche, sem julgamentos”, explica.

Durante o tempo no grupo secreto, Mariah percebeu que a maior queixa das mulheres eram questões de falta de prazer: “Eu vi que tinha falta de informação, falta de educação sexual, e me questionei por que as mulheres não estavam gozando”, revela. Hoje, além do aplicativo, a SYS também tem também a plataforma de áudio: “A SYS club é a plataforma de áudio com streaming voltado pro prazer feminino e bem estar e erótico”, conta.

Os planos pagos são a partir de R$9.90. Vale lembrar que o espaço é moderado, livre de assédio e as questões podem ser feitas de forma anônima, preservando a identidade das integrantes para que se sintam seguras para compartilhar dores, angústias e histórias. Além da sessão de contos eróticos há também o Instagram e blog totalmente gratuito com dicas e informações.

Pantynova

Um espaço para comprar seus sex toys, conhecer, descobrir e explorar a sexualidade. Sem tabus e amarras, a pantynova é uma marca que preza pelo bem-estar e autoconhecimento sexual. Criada por mulheres e para mulheres, aborda a sexualidade de forma natural, leve e divertida. Criada em 2018 pela artista plástica Heloísa Etelvina e a designer de moda Izabela Starling, surgiu da busca pessoal das parceiras, que não encontravam produtos específicos para mulheres lésbicas. 

A variedade de produtos da pantynova vai de opções de strapons, dildos, lubrificantes à vibradores, de diversos tipos, funcionalidades e cores: “Começamos com foco na sexualidade feminina, mas veio a preocupação com inclusão e diversidade”, explica Iza Starling.

Hoje os produtos atendem todos os corpos, com um mix de itens.  E além disso, para trazer conversas de forma clara, a pantynova lançou uma websérie chamada “Nooossa, o que rolou?”. Lá, mulheres reais, de diferentes faixas etárias, testam os nove produtos da primeira coleção de vibradores e contam suas experiências. 

“É como essas resenhas de maquiagem que a gente vê na internet, mas é voltado para os brinquedos sexuais, para a pessoa saber se aquele toy atende, vendo a experiência de pessoas reais. Acreditamos que isso ajude as pessoas a entender o ponto de vista diverso do produto”, explica.

O site tem ainda espaço para contos eróticos enviados por mulheres, também disponível em um podcast no Spotify, além de um espaço para conversas sobre sexualidade e prazer feminino. 

Buupe

E para quem quer explorar a parte de venda e consumo de fotos e vídeos no mercado adulto, a rede social de sexo e swing Sexlog criou a BuupeÉ uma opção para vender e ou comprar o famoso pack de fotos, incluindo do pezinho, com taxas acessíveis e sem censura.

A gerente de marketing do Sexlog, Mayumi Sato, explica que existem itens de segurança e ferramentas antifraude, garantido a segurança principalmente das modelos: “Cada usuário só pode utilizar uma tela por vez, evitando o compartilhamento de senhas. A ferramenta antifraude também é essencial para a proteção de modelos, sendo utilizada, inclusive, no processamento de pagamentos. O sistema de inteligência artificial da plataforma analisa todas as compras e aponta se a fonte é segura ou se existem riscos”, explica.

Para evitar a presença de pessoas mal intencionadas, fakes e menores de idade, a equipe trabalha com uma aprovação detalhada de usuários, garantindo que não haja nenhuma adulteração de documentos ou cadastros inconsistentes.

Últimas notícias
Mais lidas