Deixe os tabus do lado de fora e pode entrar. Tudo sobre sexo, para você gozar a vida.

Mulheres ficam menos à vontade em se masturbar durante o sexo. Entenda

De acordo com pesquisa, existe uma lacuna entre homens e mulheres quando se trata de levar a masturbação para a companhia do(a) parceiro(a)

atualizado 08/01/2021 17:42

Masturbação femininaFoto: Deon Black/Unsplash

Apesar de todo o avanço e visibilidade que o prazer feminino teve nos últimos anos, ele ainda fica para trás quando comparado com o masculino. Por conta de séculos de construção social, muitas questões ainda são vistas como tabus, e uma delas e a masturbação feminina.

Uma nova pesquisa da empresa de sex toys LELO aponta que existe uma grande lacuna entre os dois gêneros quando se trata de se masturbar em frente à parceria. Enquanto 70% dos homens ficam confortáveis em fazer isso, apenas 40% das mulheres se sentem da mesma forma.

De acordo com o terapeuta sexual André Almeida, o principal motivo para isso acontecer é o modo com o qual a mulher é criada para se relacionar com o prazer na sociedade.

“Desde cedo, ela é ensinada que a mulher que se toca, que sente e busca prazer e se insinua para outro homem não é para casar, não é direita, entre outras coisas. Esse tipo de cenário dificulta que elas se sintam confortáveis para se tocar em frente a outra pessoa”, explica.

Além disso, o sexólogo também aponta inseguranças com o próprio corpo como outro dificultador. “As pressões estéticas são muito fortes, em cima das mulheres principalmente. Para uma mulher se sentir sexy e à vontade o suficiente para se mostrar sentindo prazer, ela precisa estar de acordo com os padrões que são ensinados a elas”, diz.

Se dar prazer primeiro

Uma das possíveis consequências da insegurança feminina com a masturbação é a tentativa de performar durante o ato. Uma vez que a mulher não entendeu o próprio prazer, ela busca na pornografia o que agrada o homem.

“E esse homem, também socializado com filmes pornôs, vai procurar esse tipo de reação nas mulheres. É um tipo de ratificação dessa construção social do que é prazer de uma forma que não é muito saudável nem para um nem para outro. Principalmente para a mulher, que abandona o próprio prazer”, afirma André.

Nesse sentido, o terapeuta garante que, antes de se masturbar para outra pessoa, é importante que a mulher se masturbe para si mesma e aprenda a se conhecer. A partir do momento em que ela estiver confortável, é possível ir para o próximo passo.

Uma dica do sexólogo para perder a vergonha é começar se masturbando de costas, em vez de ficar de frente para o parceiro. “Se masturbe na presença da pessoa, sem estar sendo observada diretamente por ela. É um trabalho em equipe. Quando for se sentindo mais à vontade, é só ir virando”, indica.

Últimas notícias